DADAI PROJETOS

ADUSTINA-BA

JM LANCHES EM ADUSTINA-BA

ORG: PELEZINHO E MARLENE

RODRYGO FERRAZ DIVULGAÇÕES

SERÁ UM GRANDE PRAZER SER A VOZ DA SUA PROPAGANDA

quinta-feira, 27 de julho de 2017

Saúde:Adustina na luta contra o câncer de mama

A imagem pode conter: atividades ao ar livre

 A luta contra o Câncer de Mama é de todos, por isso devemos lutar juntos!
Atenção mulheres de 50 a 69 anos, o municípios de Adustina, o caminhão que realiza exames de rastreamento do câncer de mama estará nossa  cidade nos próximos dias.
Adustina: 29 de julho - 4 de agosto
Compareça, previna-se! 
A luta contra o Câncer de Mama é de todos, por isso devemos lutar juntos!
Do dia 29/07 até o dia 04/08, nossa cidade vai receber o Caminhão do Rastreamento do Câncer de Mama que tem como objetivo oferecer gratuitamente o Exame de Mamografia para mulheres com idades entre 50 e 69 anos. Este estará instalado na Praça Alice Virgens Vidal. Se você faz parte do público-alvo procure o seu agente de saúde ou a unidade de saúde mais próxima e agende seu exame, e caso você não faça parte, mas conhece alguma mulher que pode fazer o exame, seja um incentivador e entre nessa luta! 

 Secretário Municipal de Saúde
Eugênio Santana Carvalho
(Geninho)

Baianos que votarem a favor de denúncia contra Temer não serão punidos, garante Otto

Quinta, 27 de Julho de 2017 - 00:00

Baianos que votarem a favor de denúncia contra Temer não serão punidos, garante Otto

por Bruno Luiz
Baianos que votarem a favor de denúncia contra Temer não serão punidos, garante Otto
Foto: Geraldo Magela/ Agência Senado
O presidente do PSD na Bahia, senador Otto Alencar, assegurou que não haverá nenhuma sanção do diretório nacional da sigla a deputados federais baianos que votem a favor da denúncia por corrupção passiva contra o presidente Michel Temer. A apreciação da ação oferecida pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, está marcada para o próximo dia 2 de agosto. O PSD nacional, comandado pelo ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, fechou questão a favor de Temer. Geralmente, quando partidos fecham questão em torno de determinada matéria, os parlamentares desobedientes podem sofrer punições. “Na Bahia, não haverá sanção nenhuma. O presidente [Kassab] já garantiu isso. O PSD nasceu na Bahia, Kassab sabe da minha posição contra Temer”, afirmou Otto, em entrevista ao Bahia Notícias nesta quarta-feira (26). O senador disse também que vai orientar os bancada baiana da agremiação a se posicionar contra o peemedebista, principalmente por não ter concedido ao governo estadual dois empréstimos, um do Banco do Brasil e outro do Banco Europeu de Investimento. “Ele deu a palavra a mim e ao governador Rui Costa que faria isso, mas não cumpriu”, reclamou. Otto ainda avaliou que não deve haver nenhum tipo de constrangimento caso baianos se coloquem favoráveis ao presidente da República, mesmo fazendo parte, em âmbito estadual, de uma sigla que integra a base do governador Rui Costa (PT), oposição a Temer. “Não acho que exista isso. O voto vai da consciência de cada um”, disse. 

quarta-feira, 26 de julho de 2017

Experiência de Depopulação? Empresa Lançou 20 Milhões de Mosquitos Infectados com Bactérias Destruidoras da Fertilidade

Experiência de Depopulação? Empresa Lançou 20 Milhões de Mosquitos Infectados com Bactérias Destruidoras da Fertilidade

Experiência de Depopulação? Empresa Lançou 20 Milhões de Mosquitos Infectados com Bactérias Destruidoras da Fertilidade

quarta-feira, 26 de julho de 2017 |

Em 14 de julho, o laboratório biológico do Google começou a lançar os primeiros lotes dos 20 milhões de mosquitos cheios de bactérias que planejam liberar no coração da Califórnia, em um esforço para encolher a população de mosquitos que podem levar a doenças mortais. O projeto, chamado Debug Fresno, é uma iniciativa liderada pela Verily Life Sciences, uma ramificação da empresa-mãe da Google, Alphabet, em colaboração com a MosquitoMate e o Consolidated Mosquito Abatement District de Fresno.


De acordo com os cientistas, o objetivo do projeto é cortar a população de mosquitos Aedes aegypti - conhecidos por espalhar o Zika, dengue e chikungunya. Ao longo de 20 semanas, a empresa lançará 1 milhão de mosquitos masculinos estéreis e que não picam em dois bairros de 300 acres no condado de Fresno a cada semana.

Liberando mosquitos criados em laboratório na natureza

Os mosquitos que estão sendo liberados não são geneticamente modificados, embora sejam feitos em um laboratório. Os mosquitos machos são criados por um robô e infectados com Wolbachia, uma bactéria que torna os mosquitos machos estéreis para qualquer fêmea que não tenha uma infecção Wolbachia. Isso torna-os incapazes de reproduzir-se com êxito e reduzirá as populações de mosquitos com cada nova geração.

Durante o experimento, a Verily Life Sciences monitorará a densidade populacional e a incubação de ovos entre os mosquitos Aedes aegypti. Estes números serão então comparados com os números de dois bairros de controle. A empresa espera ver um declínio acentuado no número de mosquitos nas áreas alvo.

Embora Debug Fresno seja o maior estudo de campo nos Estados Unidos para empregar este método de controle de pragas, não é a primeira vez que os mosquitos infectados com Wolbachia estão sendo liberados na área do Condado de Fresno. Em 2016, o Consolidated Mosquito Abatement District e a MosquitoMate fizeram uma experiência de teste em pequena escala. Experimentos similares também foram realizados, ou ainda estão em andamento, no Brasil, no Vietnã e na Austrália. Se este teste em larga escala for bem sucedido, uma técnica similar será usada em todo o mundo para combater mosquitos que transmitem malária ou outras doenças transmitidas por mosquitos.

De acordo com o Daily Mail Online, a Verily não é a única empresa que espera usar a robótica e a inteligência artificial para ajudar a impedir a disseminação de doenças mortais. No Texas, por exemplo, a Microsoft está experimentando uma "armadilha inteligente" que pode isolar e capturar mosquitos Aedes aegypti.

O que poderia dar errado?

Teoricamente, o Debug Fresno pode parecer um experimento normal e inofensivo que poderia reduzir o número de mosquitos Aedes aegypti no condado de Fresno. O projeto, no entanto, transformou a área em uma instalação de teste sem o consentimento de seus residentes.

"Para a equipe de Debug da Verily, mover nosso trabalho do laboratório para o campo não é apenas um marco importante para o nosso grupo de biólogos, engenheiros e especialistas em automação, mas também é um passo crítico para tornar a nossa visão de longo prazo em realidade. Estudos de campo nos permitem testar nossas descobertas e tecnologias em condições desafiadoras do mundo real e coletar as evidências necessárias para trazê-las para uma escala mais ampla", Verily observou em seu site.

O site The Daily Coin, no entanto, não tem tanta certeza sobre a intenção da empresa de liberar mosquitos infectados na natureza. Esses mosquitos são classificados corretamente por gênero, mas, e se a Wolbachia sofrer mutação? Se isso acontecer, poderíamos ter lançado algo muito pior do que o Zika no mundo.

Além disso, dar aos cientistas a permissão para realizarem estudos de campo sem a permissão dos cidadãos é, no mínimo, criminoso. Embora isso possa ser um experimento bastante inofensivo, o que impedirá esses pesquisadores de transformarem nossos bairros em instalações de teste para experiências menos inocentes que possam alimentar a agenda de despovoamento da elite?

Senadores terão carros de luxo ao custo de mais de R$ 8 milhões

Senadores terão carros de luxo ao custo de mais de R$ 8 milhões


O presidente do Senado tem três carros de luxo disponíveis, dois para ele e outro para a segurança dele
Publicado em 26/07/2017, às 16:30
Rádio Jornal
Folhapress
Após recesso parlamentar, 81 carros de luxo ficarão disponíveis para os senadores. Os veículos são novos e de alto luxo, que começam a ser usados em agosto, quando os congressistas voltam ao trabalho.  Cada veículo vai custar aos cofres públicos a quantia de R$ 3.200 de aluguel por mês. Em 30 meses esse valor vai para R$ 8.300 mi. O presidente da Casa, Eunício Oliveira (PMDB) e a equipe de segurança dele devem ficar com outros dois carros disponíveis, além do que ele vai utilizar como parlamentar. A mesa diretora do senado e a chefe do setor também terão dois desses carros disponíveis. Com isso, serão 85 automóveis para o Senado Federal.

Como serão distribuídos os carros

São 83 carros do modelo Nissan Sentra, cada um com custo de R$ 3.200 ao mês
Outros 2 veículos são do modelo Hyundai Azera, com aluguel de R$ 6.800 ao mês. Esses dois carros são para o presidente do Senado e para a equipe de segurança.

Geddel, Senado em 2018 e a crise interminável do governo Temer; entrevista com Lúcio Vieira Lima

Geddel, Senado em 2018 e a crise interminável do governo Temer; entrevista com Lúcio Vieira Lima

Bastou o deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB) sentar na poltrona e Carreirinha, seu cãozinho de estimação, invadiu o cenário escolhido para a entrevista. Pulou no colo do dono, posou para foto e observou atentamente o bate-papo. Esse Carreirinha sabe é de coisa! Dizem, inclusive, que o chuchuzinho deve participar ativamente da próxima campanha do parlamentar. Será que vai aparecer nos santinhos? Porém, resta saber se para a disputa proporcional ou majoritária, já que Lúcio almeja uma vaga no Senado Federal.

“Eu sou o deputado federal mais votado na Bahia e na primeira eleição (2010) fui o segundo. Nessa agora eu cresci e fui o primeiro. Graças a Deus, tenho um bom nome nacionalmente. Participei de comissões importantes, estou presidindo agora a importante comissão de reforma política. Então, eu tenho perfeitas condições de ser indicado pelo PMDB numa vaga majoritária. Da mesma forma, tem outros nomes no PMDB, como Leur Lomanto, Hildécio Meireles, Pedro Tavares, Luciano Simões, Fábio Mota…”, disse.
Lúcio teve pouco mais de 221 mil votos em 2014. Sobre a disputa entre ACM Neto e Rui Costa para o governo baiano em 2018, ele acredita que “os dois grupos políticos estão muito bem formatados”.
“Será uma eleição difícil. Vai depender muito da capacidade de cada um de manter e ampliar aliados. É natural que a oposição ao prefeito ACM Neto chore. Essas pesquisas que colocam Neto na dianteira, eu não vejo motivo para salto alto e sim para estimular. Eu não posso dizer que Neto é imbatível, eu já vi muita gente sair na frente da pesquisa e depois perder, como foi o caso de Paulo Souto. Mas hoje Neto é o amplo favorito”, opinou.
Confira abaixo outros trechos da entrevista.


Crise interminável
“Quando se pensava que iria diminuir, continuou e até se aprofundou. Por ser um governo Temer é que não foi maior a crise. Se tivesse continuado a presidenta Dilma, com certeza, o país já teria virado a Grécia. É justamente pelo fato de Temer ter o apoio congressual, ser alguém oriundo do parlamento, ter uma relação pessoal muito boa com parlamentares, ser respeitado, ser tido como homem que cumpre compromisso, é que o país não degringolou de vez”.
Temer abre o cofre do Governo Federal
“Ruim seria se a oposição elogiasse. A oposição, infelizmente, tem interesse que a crise se amplie para que ela possa ter chance de retornar ao Poder e para colocar em prática novamente o programa que levou o país a esse caos, a tanto desemprego, a inflação elevada, juros lá em cima, dólar alto. Quando Temer assumiu fez mudanças que implicaram numa sinalização da recuperação econômica. Se é verdade que Temer está abrindo o cofre, se é verdade que Temer está pagando emenda de parlamentares, eu fico feliz. Eu até torço que isso aumente. Porque? Porque são os municípios que são favorecidos. As emendas não são para o deputado colocar no bolso. Do jeito que eles acusam, parece que Temer está pegando dinheiro e dando a parlamentar. Temer está pagando as emendas impositivas para municípios que os parlamentares representam, quer seja com obras, quer seja com serviços. Com toda certeza, quem está sendo beneficiado é povo. Agora, infelizmente, o Governo não tem esse dinheiro todo que a oposição quer passar a impressão que tem”.
PMDB e a chapa majoritária em 2018
“Me diga qual o partido ou o candidato que não teve problema?Todos os candidatos, a praticamente todos os cargos, tiveram algum tipo de citação ou problema, quer seja de Lava Jato, quer seja de Caixa 2. Então, nesse aspecto, o jogo está empatado. O PMDB continua forte e muito forte. Não abateu em nada. O PMDB continua tendo o maior tempo de televisão, tem o deputado federal mais votado da Bahia, tem uma bancada de cinco deputados na Assembléia Legislativa, é o quarto partido em número de prefeituras, tendo Vitória da Conquista, a terceira maior cidade da Bahia. O PMDB tem o vice-prefeito de Salvador, vice de Feira de Santana. Então, eu não vejo como ter outro partido que reúna melhores condições de estrutura para fazer parte da chapa e apoiar o prefeito ACM Neto. E essa história de candidato não ter ou ter densidade, me perdoe. Quem tem densidade é o partido. Se for avaliar os quadros dos partidos, é todo mundo japonês com uma ou outra diferença”.
Atuação do Poder Judiciário e do MPF nos casos Geddel e Lula
“Não devemos fazer críticas ou elogios a Justiça em função dos cargos daqueles que eles culpam ou inocentam. Então, não é pelo fato de Geddel ser um ex-ministro ou pelo fato de Lula ser um ex-presidente que a gente deve julgar a Justiça. A Justiça tem que ser igual para todos cidadãos. Agora, em alguns casos, quando você ver figuras públicas que dão mídia, a gente ver um certo comportamento em que não se baseia no Direito, nas leis. Você começa a sentir que a Justiça sofre influência da opinião pública. E você sabe que juízes, magistrados e ministros não podem sofrer essa influência. E justamente por não poder e não dever é que eles tem o cargo vitalício. Eles recebem salários elevados, inclusive, muitas vezes quiseram aprovar a questão de colocar punição e todos foram contra para ter independência. Então, não pode ficar pautado pela opinião pública ou pela imprensa, mas sim pelos autos. Quem tem que se preocupar com a opinião pública são os políticos porque nós disputamos eleição de quatro em quatro anos. Nós seremos julgados de quatro em quatro anos. O juiz não. O juiz só é julgado pela sua consciência. Muitas vezes, se o juiz dar uma sentença dentro da lei, mas contra o que a imprensa pensa, ele é execrado. Começam a inventar histórias e inventar ilações. Então, nesse aspecto, está muito difícil. Mas existem as instâncias recursais. Eu tenho certeza que a Justiça vai seguir o caminho correto e dando amplo direito de defesa”.

Reforma Política
“Tempo vai dar, aquela Casa só trabalha aos 45 do segundo tempo. A Reforma Política já foi amplamente discutida. O difícil é chegar ao consenso. Você tinha o financiamento privado de empresas e atribui essas irregularidades que estão aí anunciadas na imprensa, como sendo irregularidades em função disso. Então, eu não vejo clima para se manter e para voltar o financiamento de empresas. Não tendo o financiamento de empresas onde é que vai ter? O financiamento de pessoa física não é tradição no Brasil. O povo muitas vezes diz: cada um que se eleja com seu dinheiro. Aí na hora que coloca isso de financiamento público começa a briga. Mas aí só vai eleger ricos. Tem que colocar um teto para pessoa física. Democracia tem custo. Você gastando dinheiro na democracia no país, você está investindo no país. É porque as pessoas não se lembram como era no tempo da ditadura. Alguns não viveram, outros não leram a respeito… Se a gente está falando aqui e se chama atenção com alguns problemas, mesmo com a imprensa livre e o Judiciário, imagina no regime como a ditadura, onde filho é sequestrado e não tem onde se queixar? Irmão torturado e não tem onde se queixar? Patrimônio tomado e não tem onde se queixar? Nós vivemos em uma democracia representativa, onde o povo elege seus representantes. A ditadura, com toda certeza, é o pior regime do mundo. É o caos, é o inferno. Então, você tem que ter financiamento com recursos públicos efetivamente. O voto em lista já foi descartado diante das críticas infundadas que teve. O distrital misto termina não podendo ser implantado porque o TSE disse que não tem condições de dividir o país em distritos. Estamos prevendo é que o sistema que será aprovado agora será um sistema de transição para que em 2022 se aplique o distrital misto, onde metade é eleito em lista e metade no candidato. Cada cidadão vai ter dois votos. Ou seja, um voto você vai votar no partido e outro voto no candidato. O distritão, você elege os mais votados independente de partido. Você aí já acaba com a coligação e com efeito Tiririca, que tem um milhão e meio de votos e elege cinco ou seis com ele. E que o povo não sabe nem quem é e não tinha a intenção de votar. E diminui também a despesa, porque os partidos não vão ter interesse em lançar uma chapa completa para que os votos de legenda forme o coeficiente para eleger um. Então, vai acabar aquela história de um partido ir buscando candidato para colocar 50 candidatos e eleger um, onde o partido termina gastando propaganda com candidatos que tem 5 votos, 10 votos, 100 votos… Os partidos vão terminar colocando na chapa apenas 3, 5 candidatos que tem realmente viabilidade eleitoral. Então, o recurso que vem é melhor aproveitado. Agora, o voto distritão é um voto que tem que ser aprovado via PEC. Ou seja, precisa de quórum qualificado, precisa de 308 votos. Manter o atual com algumas mudanças, como fim da coligação e etc, termina facilitando a aprovação. Eu ainda continuo achando que o distritão é o favorito”.

Governo encurralado: Neto consegue liberação de R$ 300 mi em meio à crise

Governo encurralado: Neto consegue liberação de R$ 300 mi em meio à crise


Por Luiz Fernando Lima
O ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB), desembarca em Salvador na próxima segunda-feira (31) para assinar o contrato de R$ 300 milhões destinados à construção da segunda etapa do BRT da capital baiana. O restante dos custos, R$ 112 milhões, desta fase será pago pelos cofres municipais. A obra está orçada em R$ 412 milhões. O ato acontece às 10h no Sheraton.
A liberação dos recursos está atrelada indiretamente às movimentações políticas do prefeito ACM Neto (DEM) que entre uma viagem e outra a Brasília nos últimos meses participou como protagonista das negociações que devem culminar com a vitória do presidente Michel Temer (PMDB) na votação, em plenário no próximo dia 2 de agosto, do processo de autorização para investigar o presidente por corrupção passiva. Todos os prognósticos indicam que a oposição não reunirá 342 votos para dar prosseguimento à ação.
Interessante nesta movimentação orçamentária é a inversão da lógica de liberação de recursos. Durante o governo da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) o prefeito se queixava de que havia perseguição política manifesta na retenção do dinheiro para construção do BRT.
Na última semana, o senador Otto Alencar (PSD) – aliado de Dilma e opositor de Temer – atribuiu à mesma perseguição o fato de o governo federal ter barrado empréstimo para a Bahia após o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmar que recebeu “ordens superiores” para segurar o empréstimo.
Sobre a obra — Em setembro do ano passado, a prefeitura assinou dois contratos de financiamento no valor de R$ 408 milhões para implantação do sistema, dividindo o projeto em três etapas.
A primeira, que irá da estação do Metrô na altura da Rodoviária até a região do Parque da Cidade, passou por um processo judicial recentemente. Lançado em março deste ano, o edital de licitação foi suspenso por meio de uma decisão liminar do juiz Ruy Eduardo Almeida Britto, da 6ª Vara da Fazenda Pública de Salvador, a pedido da construtora OAS.
A segunda etapa sairá da Estação da Lapa e terminará na região do Parque da Cidade. A expansão está prevista para ir até o Jardim dos Namorados, na Pituba. O orçamento do trecho é de R$ 412 milhões.
Já a terceira etapa ligará a via exclusiva de ônibus a partir do Parque da Cidade aos bairros do Itaigara e Pituba.
Colaboraram: Juliana Nobre e Tamirys Machado
Matérias relacionadas:
Prefeitura assina segunda etapa do BRT de Salvador na próxima semana
Embate entre Otto e Neto sobre empréstimo a Rui gera ataques entre deputados

Grande Festa em Comemoração ao 55º Aniversário de Coronel João Sá.

E os preparativos estão a todo vapor para a Grande Festa em Comemoração ao LV Aniversário de Coronel João Sá.