terça-feira, 14 de agosto de 2018

Gari atleta dá dicas para fazer boa prova na Maratona Cidade de Salvador 2018

ESPORTE



Gari atleta dá dicas para fazer boa prova na Maratona Cidade de Salvador 2018Gari atleta dá dicas para fazer boa prova na Maratona Cidade de Salvador 2018

Published
 
on
 
A pouco mais de um mês da Maratona Cidade de Salvador 2018, Luciano Carvalho, de 33 anos, o atleta gari, dá dicas para fazer uma boa prova no dia 23 de setembro. Há sete anos, a corrida faz parte da vida dele. Mas foi na primeira edição do evento, no ano passado, que ele conquistou o primeiro lugar, na categoria (21k), colocação que lhe rendeu a premiação de R$ 3 mil.
Gari, Carvalho se dedica a limpar as ruas da Barra, bairro onde atua. Nem mesmo o trabalho cansativo esgota o ânimo do profissional, que tira entre 2h e 2h30 diárias para treinar, com direito a um dia de descanso durante a semana para relaxar a musculatura. O rapaz garante que come de tudo um pouco, de maneira moderada, mas o que não pode faltar é o feijão e a farinha. “Se não tiver farinha, eu fico louco”, brinca.
Para ele, treino constante, com o apoio de um educador físico, boas horas de sono, hidratação e pensamento positivo são ações importantes para a realização de uma boa competição. “Eu sempre penso na vitória, isso me motiva. Quando não ganho, agradeço e reconheço que foi uma oportunidade para que outros ganhassem”, afirma.
A conquista da meia maratona na edição passada o motivou a disputar os 42k esse ano, distância que ele encara como um desafio prazeroso. “Eu estou confiante, vai ser um momento de autoconhecimento. Desde que comecei a correr, passei a ter muito mais disposição. O esporte é essencial para a vida e eu incentivo todos a praticar. Inclusive, muitos me dizem que começaram a correr depois que viram o meu exemplo”, conta.
Treino – Educador físico e especialista em treinamento desportivo, Elquisson Castro diz que a primeira orientação para quem vai fazer os 42 quilômetros da prova é ter noção da distância que irá correr. O segundo passo é procurar um profissional especializado em atletismo que possa guiar o participante no trajeto.
O acompanhamento de uma equipe multidisciplinar, composta por nutricionista, cardiologista e psicólogo também é importante. “Iniciantes costumam fazer a prova em um tempo de 5h, em média, por isso o aspecto psicológico pesa muito. Às vezes, o esportista nem está cansado, mas sente vontade de parar, de desistir da prova”, afirma Castro.
Outra dica importante, segundo ele, é respeitar as etapas. É desaconselhável para quem nunca correu se programar para os 42k, distância para a qual a recomendação é de treino de seis a oito meses para que não ocorra qualquer tipo de lesão. O preparo também envolve a prática de outros exercícios no dia livre, que podem ser musculação, pilates ou RPG, dentre outros.
Dia da prova – Para o dia da prova, o preparador físico recomenda hidratar bastante, principalmente porque Salvador é uma cidade quente. Também é necessário evitar roupas escuras e tênis preto, porque absorvem a luz solar e a transformam em calor. Óculos escuros também ajudam a proteger dos raios solares, bem como o protetor solar, boné e camisas. O uso de GPS, para checar a distância e a velocidade ideal, fica a cargo do esportista.
Alimentação – Todos os nutrientes são importantes para o atleta, mas o combustível-chave para uma boa performance, segundo a nutricionista Ana Kelly Amaral, são os carboidratos, presentes em frutas, hortaliças, pães, massas e raízes. Em seguida, vêm as gorduras e proteínas, necessárias para a recuperação muscular e reparação dos tecidos.
Noventa minutos antes do alongamento ou da atividade física complementar, o ideal é ingerir carboidratos, cerais e raízes, como aveia, aipim, batata doce, inhame e pães. Trinta minutos antes da corrida, durante os treinos, é indicada a ingestão de suplemento nutricional a base de carboidrato em pó ou frutas como pera e banana.
Nesse momento que antecede a corrida, o consumo de alimentos gordurosos e ricos em proteína deve ser evitado, por proporcionar uma digestão mais lenta, o que pode resultar em desconforto gástrico. Durante as corridas com distância maior que 10k ou com tempo superior a 60 minutos, Ana Kelly sugere repor o carboidrato a cada hora, por meio da ingestão de alimentos como rapadura, banana-passa, uva-passa, mel ou suplementos indicados.
Hidratação – Trinta minutos antes da prova é indicado ingerir entre 250ml a 300ml de água. Durante a prova, a média de ingestão deve ser em torno de 500ml por hora, desde que respeite a tolerância. “É preferível água pura ou até mesmo com carboidrato em pó diluído, se o atleta preferir. Após a prova, pode ingerir água de coco, água, isotônicos ou sucos naturais”, acrescenta a nutricionista.
A hidratação insuficiente pode causar redução da força muscular, aumento do risco de cãibras e hipertermia e, consequentemente, a queda no desempenho. Para prevenir a desidratação é necessário repor líquido antes, durante e após o exercício físico.
Competição – Com largada e chegada no Farol da Barra, a Maratona Cidade de Salvador 2018 terá a maior premiação do país, com a distribuição de R$ 163 mil aos vencedores. Já inserida no calendário oficial das corridas de rua do país, a competição abrange as modalidades de 5k, 10k, 21k (Meia Maratona) e 42k (Maratona). Quem participar da categoria 42k terá o resultado catalogado no Ranking Brasileiro de Maratonas.
Os maratonistas que ficarem em primeiro lugar na Categoria Geral Masculina e Feminina levam para casa R$22 mil. A segunda colocação leva R$11 mil; a terceira, R$9 mil; e a quarta e quinta posições levam R$7 mil e R$5 mil, respectivamente.
Para os que competem na Meia Maratona, os prêmios são de R$ 8,5 mil para o 1° lugar; R$ 5,5 mil para o 2° lugar; R$ 3,5 mil para o 3° lugar; R$ 2,5 mil para 4° lugar; e R$ 1,5 mil para o 5° lugar.  Para o 1° lugar Feminino e Masculino dos 5k e 10k, o prêmio em dinheiro será de R$ 1 mil.
O regulamento completo, os mapas com os percursos e as inscrições estão disponíveis no site www.maratonasalvador.com.br. As inscrições estão limitadas ao número máximo de 7 mil participantes.

Bahia: Prefeitos, deputados e candidatos ao governo podem ficar inelegíveis; confira a lista

Bahia: Prefeitos, deputados e candidatos ao governo podem ficar inelegíveis; confira a lista


Um levantamento do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia (TCM) e Tribunal de Contas do Estado (TCE) reuniu nome de gestores públicos baianos que tiveram suas contas de administração rejeitadas nos últimos oito anos.
Isto para que seja examinado possível enquadramento na Lei de Ficha Limpa (LC 135/2010), – que os impediriam de disputar as eleições de outubro, quando serão eleitos o novo presidente da República, senadores, deputados federais e estaduais.
O material foi entregue ao presidente do Tribunal Regional Eleitoral, desembargador José Edivaldo Rocha Rotondano, nesta segunda-feira (13), pelos presidentes do TCM, conselheiro Francisco de Souza Andrade Netto, e do TCE, conselheiro Gildásio Penedo Filho.   
De acordo com o presidente do TRE-BA, a inclusão do gestor na lista, em razão da rejeição de contas, por si só, não significa que o administrador público está impedido de se candidatar a um cargo eletivo. “Cabe à Justiça Eleitoral examinar se as contas foram rejeitadas por irregularidade insanável, que configure ato doloso de improbidade administrativa, e por decisão irrecorrível ao órgão competente”. Destacou que o interessado pode concorrer apenas se essa decisão tiver sido suspensa ou anulada pelo Poder Judiciário.
O conselheiro Francisco Andrade Netto ressaltou a contribuição que os órgãos de controle externo vêm dando para a boa governança e a moralidade da administração pública, ao “denunciar e contribuir para afastar do serviço público e da representação popular – não permitindo que disputem eleições -, políticos desonestos, carreiristas, que visam apenas, na representação política ou administração pública, auferir benefícios pessoais. Ou seja, pessoas sem espírito público e sem vocação para servir”.
Já o presidente do TCE, conselheiro Gildásio Penedo Filho, observou que é dever dos órgãos de controle externo, “em nome da cidadania, trabalhar no sentido de identificar e contribuir para que sejam excluídos da vida pública, da administração, dos órgãos legislativos e de estado, todos aqueles que não honram o serviço público. Esta é a tarefa dos órgãos de controle. Precisamos estimular os que cumprem os princípios basilares exigidos pela Constituição, de legalidade, impessoalidade e moralidade e eficiência”.
Também participaram da cerimônia de entrega das listas, o corregedor geral do TCM, conselheiro Plínio Carneiro Filho, o vice-presidente do TCE, conselheiro Marcus Presídio, e o corregedor do TCE, Inaldo Araújo.
Veja lista:

Patrimônio de Zé Ronaldo duplicou nos últimos 5 anos; bens incluem apartamento de R$ 6 mil por Lucas Arraz

Patrimônio de Zé Ronaldo duplicou nos últimos 5 anos; bens incluem apartamento de R$ 6 mil
Candidato declarou apartamento na Pituba em R$ 6 mil | Foto: Streetview
Desde que assumiu pela terceira vez a prefeitura de Feira de Santana, em 2013, o candidato ao governo do estado José Ronaldo (DEM) viu o seu patrimônio duplicar nos últimos 5 anos. Em 2012, o prefeito era dono de mais de R$ 1 milhão em bens. O patrimônio cresceu e, quando Ronaldo se licenciou para disputar o governo em 2018, os seus bens chegaram a R$ 2,1 milhões de acordo com os dados disponibilizados pelo candidato para o registro do seu nome no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). 

O que mais chama a atenção na declaração de bens do ex-prefeito são seus imóveis. Em 2016, José Ronaldo se disse dono de um apartamento no Edifício Valério, na Pituba. Apesar de estar localizado em um dos bairros com metro quadrado com custo alto em Salvador, a casa foi avaliada, na declaração de Ronaldo, em R$ 6 mil. Dos cerca de R$ 60 mil que o candidato afirma ter em imóveis, 4 fazendas estão incluídas. Uma delas, com mais de 158 hectares, foi avaliada em R$ 8 mil. 

De acordo com a declaração de 2018 do gestor, maior parte da sua fortuna está concentrada em aplicações e investimentos, um total de R$ 600 mil.

Gualberto renuncia, ‘doa’ votos a Adolfo Viana e não fará campanha para Zé Ronaldo

[Gualberto renuncia, ‘doa’ votos a Adolfo Viana e não fará campanha para Zé Ronaldo]

Gualberto renuncia, ‘doa’ votos a Adolfo Viana e não fará campanha para Zé Ronaldo

Foto :Alexssandro Loyola/PSDB na Câmara
Por Evilásio Júnior no dia 14 de Agosto de 2018 ⋅ 14:03
O presidente estadual do PSDB, João Gualberto, renunciou hoje (14) à candidatura para reeleição de deputado federal. Em entrevista ao Metro1, o tucano, que chegou a ser anunciado como pré-candidato ao governo da Bahia, disse que a decisão foi “dolorida”.
“Não é uma coisa de hoje. Nunca fui ligado à política. Quando eu fui candidato a prefeito foi para contribuir, e eu fiz uma transformação lá em Mata [de São João]. Mas o que acontece como deputado? Tive uma votação ‘estúpida’, muito boa, mas não gostei de ter sido deputado, a verdade é essa. É uma tristeza aquilo lá. As coisas não acontecem e você vai se frustrando, se frustrando. Eu não gosto de fazer as coisas pela metade”, apontou.
O parlamentar afirmou que vai seguir no comando da legenda até o fim do período para o qual foi eleito e anunciou quem será o herdeiro dos seus votos. “Encerra em abril e eu vou cumprir o meu mandato [de presidente do PSDB]. Aí os votos vão para Adolfo [Viana]. Você sabe que eu não sou coronel, não sou dono de votos, mas vou pedir votos para ele. Vou votar nele”, disse, ao emendar que o postulante do DEM ao Palácio de Ondina, José Ronaldo, não vai contar com o apoio dele: “A campanha eu não vou fazer para ninguém, exceto para Geraldo [Alckmin]”.
Empresário, ele disse que vai se dedicar às suas empresas, como a rede Hiper Ideal de mercados, e não pensa em ocupar cargos políticos, mas não descarta avaliar propostas no futuro. “Não quero cargo, não quero nada. Eu sou um deputado que não tenho ambição. Não quero nada. Se me convidasse não queria. […] Se aparecer alguma coisa, se eu achar que devo, de repente, no Executivo, pode ser, mas não tem plano nenhum na minha cabeça”, assegurou.
Na eleição de 2014, Gualberto foi eleito com 117.671 votos. Este ano, o PSDB planeja manter as duas cadeiras na Câmara – os mais cotados são justamente Viana e Antonio Imbassahy.

Quase candidato ao governo, deputado federal João Gualberto desiste de reeleição

Terça, 14 de Agosto de 2018 - 12:44

Quase candidato ao governo, deputado federal João Gualberto desiste de reeleição

por Fernando Duarte / João Brandão
Quase candidato ao governo, deputado federal João Gualberto desiste de reeleição
Foto: Bahia Notícias
O deputado federal João Gualberto (PSDB) desistiu de ser candidato à reeleição, conforme informado por ele mesmo ao Bahia Notícias, nesta terça-feira (14). Quase postulante ao governo da Bahia, quando se colocou ao pleito após o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), desistir de concorrer ao Palácio de Ondina, o tucano alegou cansaço do Congresso Nacional.

“Não vou ser mais candidato a deputado. Não é de hoje. Fui prefeito, gostei, mas Câmara... É ambiente ruim, chato, horroroso. Fiquei contrariado lá. Foi para o meu extremo. Contribui para a sociedade, de fato, para mostrar que é possível”, afirmou, ao BN.

Ainda de acordo com Gualberto, ele não vai deixar a presidência estadual do PSDB e ainda vai contribuir para campanha de Geraldo Alckmin à presidência da República.

“Vou participar, continuar participando, contribuir, mas deputado não quero mais. Não volto, não gostei. Por que eu demorei para anunciar? É muito difícil essa decisão. Vai tentando, vai remoendo”, completou.

Aposentados começam a receber este mês 1ª parcela do décimo terceiro

Aposentados começam a receber este mês 1ª parcela do décimo terceiro

Aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) começam a receber, ainda este mês, a antecipação da primeira parcela do abono anual, o décimo-terceiro salário. O depósito do benefício será feito na folha do INSS, entre os dias 27 de agosto e 10 de setembro, conforme a Tabela de Pagamentos de 2018.
Terão direito à primeira parcela do abono anual 30 milhões de beneficiários. O governo federal estima que a antecipação vai injetar na economia aproximadamente R$ 20,6 bilhões, nos meses de agosto e setembro. A primeira parcela corresponde a 50% do valor do décimo terceiro.
Não haverá desconto de Imposto de Renda (IR) na primeira metade do abono. De acordo com a legislação, o IR sobre o décimo terceiro somente será cobrado em novembro e dezembro, quando for paga a segunda parcela.
Aposentados e pensionistas receberão 50% do valor do benefício. A exceção é para quem passou a receber o benefício depois de janeiro de 2018. Nesse caso, o valor será calculado proporcionalmente.
Quem recebe
Por lei, tem direito ao décimo terceiro quem, durante o ano, recebeu benefício previdenciário de aposentadoria, pensão por morte, auxílio-doença, auxílio-acidente, auxílio-reclusão ou salário-maternidade. No caso de auxílio-doença e salário-maternidade, o valor do abono anual será proporcional ao período recebido.
Aqueles que recebem benefícios assistenciais, como Benefício de Prestação Continuada (BPC), da Lei Orgânica da Assistência Social (BPC/LOAS e Renda Mensal Vitalícia – RMV) não têm direito ao abono anual.

Lula: ‘Minha prisão é para impedir a volta do PT à Presidência’

Publicado em 14/08/2018 às 12h27.

Lula: ‘Minha prisão é para impedir a volta do PT à Presidência’

"Eu peço respeito pela democracia. Se eles querem me derrotar de verdade, façam nas eleições", disse o ex-presidente

Redação:www.adustinaadsa.com
Foto: Lula Marques/ Agência PT
Foto: Lula Marques/ Agência PT

Prestes a registrar sua candidatura, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) falou, em artigo publicado no jornal norte-americano “The New York Times” nesta terça-feira (14), que a prisão dele “foi a última fase de um golpe em câmera lenta destinado a marginalizar permanentemente as forças progressistas no Brasil”. “Pretende-se impedir que o Partido dos Trabalhadores seja novamente eleito para a Presidência”, escreveu.
No texto, o petista diz ainda que é o líder nas pesquisas de intenção de voto em que seu nome é testado. Para ele, “milhões de brasileiros entendem” que sua prisão “não tem nada a ver com corrupção”. “E eles entendem que eu estou onde estou apenas por razões políticas”, comentou. “Eu não peço para estar acima da lei, mas um julgamento deve ser justo e imparcial”.
“Forças de direita me condenaram, me prenderam, ignoraram a esmagadora evidência de minha inocência e me negaram Habeas Corpus apenas para tentar me impedir de concorrer à presidência”, falou.
“Eu peço respeito pela democracia. Se eles querem me derrotar de verdade, façam nas eleições. Segundo a Constituição brasileira, o poder vem do povo, que elege seus representantes. Então, deixe o povo brasileiro decidir. Eu tenho fé que a justiça prevalecerá, mas o tempo está correndo contra a democracia”.

Ex-governador Jaques Wagner declara ter R$ 3,3 milhões de patrimônio

Ex-governador Jaques Wagner declara ter R$ 3,3 milhões de patrimônio

Em 2011, Wagner comprou um apartamento em um prédio de luxo no Corredor da Vitória, em Salvador

(Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)
Redação VN
redacao@varelanoticias.com.br
O ex-governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), declarou ter patrimônio de R$ 3,3 milhões ao registrar sua candidatura ao Senado no Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), nesta segunda-feira (13). A informação é do site O Antagonista.
Em 2015, Wagner comprou um sítio na Bahia por R$ 538 mil. O local incluía casa com cinco suítes, garagem, piscina e acesso ao Rio Santo Antônio, da Chapada Diamantina.
O imóvel teve uma entrada de R$ 398 mil e o resto dividido em dez prestações de R$ 14 mil. A compra foi feita em parceria com Guilherme Sodré.
Em 2011, Wagner comprou um apartamento em um prédio de luxo no Corredor da Vitória, em Salvador, por R$ 1,45 milhão. Além de píer e teleférico que dá acesso à praia, o prédio dispõe de academia, piscina, sala de cinema e quadra poliesportiva.

RUI COSTA VISITARÁ 115 MUNICÍPIOS NA CAMPANHA

RUI COSTA VISITARÁ 115 MUNICÍPIOS NA CAMPANHA

 
 A chapa majoritária do governador Rui Costa foi registrada na manhã de segunda-feira (13), no Tribunal Regional Eleitoral da Bahia. O grupo completo esteve presente ao lado de candidatos a deputados federais e estaduais. De acordo com o governador, a equipe vai percorrer 115 municípios durante as sete semanas da campanha eleitoral.

Segundo o governador, a campanha com menos recursos não será um grande empecilho. “É um quarto dos recursos do ano de 2014, e se chegar a isso. Não é mais difícil por isso. É uma campanha singular, primeiro pelo tempo, sete semanas, a partir desse fim de semana, isso significa uma campanha muito curta e vamos inovar porque vamos rodar a Bahia como fizemos no Programa de Governo Participativo de ônibus.


Já começo na próxima sexta-feira percorrendo as regiões do Sisal e Piemonte. Faremos sempre assim, três dias, direto de ônibus, visitando 17 cidades. Já defini toda a programação. Nas outras semanas vamos cobrir outras regiões. Nesse roteiro de ônibus tentamos fazer seis cidades por dia e vamos cerca de 115 cidades ao longo dessas sete semanas”, reforçou Rui Costa. 

Na sexta-feira (17), Rui vai a Jacobina, Caém, Saúde, Pindobaçu, Antônio Gonçalves e Campo Formoso. No sábado (18), Rui recomeça a viagem por Senhor do Bonfim, seguindo para Filadélfia, Itiúba, Cansanção, Queimadas e Santaluz. Já no domingo (19), a ordem será Valente, Retirolândia, Conceição do Coité, Serrinha e Santa Bárbara, onde conclui o primeiro fim de semana em caravana.  Do Bocão News.

EX-PREFEITOS DA BAHIA NA LISTA TCM PARA TRE

segunda-feira, 13 de agosto de 2018

EX-PREFEITOS DA BAHIA NA LISTA TCM PARA TRE

Ex-prefeitos e vereadores de diversas cidades da Bahia estão na lista com  290 nomes de  inelegíveis entregue na segunda-feira, 13 de agosto 2018, pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) ao Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA). Eles tiveram as contas rejeitadas pelo órgão entre 2010 e 2018. 

A lista conta com nomes como, Adriano Araújo (ex-prefeito de Teofilândia), Maria Edneide Torres Silva Pinho (ex-prefeita de Araci), Igor Moreira Nunes (ex-prefeito de Tucano), Rubinho Arruda (ex-prefeito de Tucano), Osni Cardoso (ex-prefeito de Serrinha), Almiro Costa Abreu Filho (ex-prefeito de Quijingue), Cecília Petrina de Carvalho (ex-prefeita de Itiúba), Edivaldo Cayres Rodrigues (ex-prefeito de Queimadas), Everaldo Joel de Araújo (ex-prefeito de Monte Santo), Gilmário Souza de Oliveira (ex-prefeito de Biritinga), José Albérico Silva Moreira (ex-prefeito de Retirolândia), José Arivaldo Ferreira Soares (ex-prefeito de Nova Soure), José Dias Portugal (ex-prefeito de Ichu), Tarcísio de Oliveira Pedreira (ex-prefeito de Queimadas), Lázaro José dos Santos Silva (vereador em Queimadas), Marinaldo Alves Maciel (vereador em Retirolândia), Rivaldo de Souza Pereira (Cansanção), Ubaldinho Amaral de Oliveira (ex-prefeito de Valente) e Zenon Nunes da Silva Filho (ex-prefeito de Santaluz). 

Apesar de integrar a listagem, isso não significa que os nomes ali contidos estejam realmente proibidos de concorrer a cargos eletivos nas eleições. O documento é apenas uma indicação do TCM para que o TRE possa examinar o possível enquadramento deles na Lei de Ficha Limpa. Os condenados pela legislação estariam, aí, sim, impedidos de disputar o pleito de outubro. Alguns destes políticos são pré-candidatos a cargos nesta eleição de 2018 e aguardarão recursos em tribunais de justiça.  Do A Voz do Campo  Veja a lista completa do TCM aqui.