quinta-feira, 23 de abril de 2015

ADUSTINA:VISITA A ESCOLA MUNICIPAL NOSSA SENHORA DE SANTANA.


Na manhã de hoje(23)o blog adustinaadsa.com,visitou mais uma escolapública do município,desta vez foi a Escola Municipal Nossa Senhora Santana,localiza da comunidade de lagoa de santana, 6 KM da sede do município,atende as crianças do , Ano,no turno matutino,com a regência da Professora Lucitelma.



"Cristeavam Buarque,Senador- DF"Não há dúvida de que o Brasil avançou nas últimas três décadas na educação infantil. Conseguimos matricular muito mais crianças, quase universalizar a matrícula nas primeiras séries. Mas não conseguimos manter as crianças na escola até o final do ensino médio, nem oferecer a qualidade que os tempos atuais exigem. O resultado é que, apesar dos avanços, estamos mais atrasados, porque a necessidade de educação cresceu mais rapidamente do que o aumento na oferta e na qualidade. E a desigualdade aumentou porque embora a educação dos filhos dos pobres tenha melhorado, a educação dos ricos dispõe de recursos muitos superiores de há vinte anos.Nosso desafio tem três componentes: manter toda criança na escola até o final do ensino médio, elevar a qualidade média da educação ao nível dos melhores países, e igualar a qualidade da educação de cada criança independentemente da renda de sua família e da cidade onde mora.
O grande desafio político é fazer o Brasil entender a importância da educação na construção de um país eficiente e harmônico, ou seja, desenvolvido nos moldes que desejamos para a sociedade e a economia. O Brasil ainda não entendeu que a porta para o futuro está na capacidade de gerar conhecimento. Entendido isso, é preciso convencer o Brasil de que só teremos porta aberta para o mundo da inovação se não aceitarmos desperdiçar um único cérebro, dando a todos eles a chance de uma boa educação de base. E para que a sociedade consiga um grau de integração e harmonia satisfatório, todas as crianças devem ter acesso à educação com a mesma qualidade. O desafio, portanto, é apagar os dois carimbos colocados na testa de cada criança brasileira: o CPF da família e o CEP da cidade onde mora. Para isso, a educação pública deve ser de qualidade equivalente àquela dos melhores países do mundo, para todos.
Se este desafio político for superado, o desafio técnico será definir um calendário pelo qual a nação brasileira, através do governo federal, adotará as escolas públicas municipais e estaduais: com uma carreira federal para os professores, nos moldes das escolas federais atuais. Sem isso, será impossível fazer a revolução educacional de que o Brasil precisa. Sem isso, estamos condenando nossas crianças à realidade do município onde vivem e da família a que pertencem.

0 comentários:

Postar um comentário