terça-feira, 14 de junho de 2016

Lúcio Vieira Lima diz que Tia Eron errou, mas está sendo cobrada injustamente

Lúcio Vieira Lima diz que Tia Eron errou, mas está sendo cobrada injustamente


Por Redação Bocão News | Fotos: Arquivo/Gilberto Jr.
 
Em entrevista na manhã desta terça-feira (14), o deputado federal, Lúcio Vieira Lima (PMDB), saiu em defesa da também deputada federal, Tia Eron (PRB), que tem recebido todo tipo de pressão e ataques por causa da avaliações de aliados e membros do Conselho de Ética da Câmara de que ela estaria propensa a votar pela absolvição do deputado amigo, o presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).
 
A defesa aconteceu quando ele foi questionado se os deputados votariam o parecer do deputado Marcos Rogério (DEM) sobre o caso do parlamentar afastado. 
 
"Essa é a grande é expectativa do país em função do voto da minha colega Tira Eron. Eu acho até que está sendo cobrada injustamente. O parlamentar tem que votar de acordo com a consciência dela, e ela deve satisfação apenas aos eleitores dela. A Tia Eron apenas cometeu  um equívoco quando ficou dizendo que estava indecisa e todo mundo foi para cima dela, no sentido de que revelasse o vota dela", disse em entrevista na Record Bahia.
 
E continua: "se o Cunha tem 10 votos no Conselho, e precisa de um da Tia Eron, então os dez tem que ser cobrados da mesma forma. O voto dela não é diferente dos demais", dispara.
 
O relatório do deputado Rogério recomenda a perda do mandato do peemedebista. A sessão está marcada para 14h30 desta terça-feira. A análise do texto estava prevista para ocorrer na semana passada, mas foi adiada para esta semana em uma estratégia de adversários de Cunha para ganhar tempo e tentar conquistar votos pela cassação.

0 comentários:

Postar um comentário