sexta-feira, 22 de julho de 2016

Ex-funcionários da Cesta do Povo entram com ação coletiva por reintegração à empresa

Quinta, 21 de Julho de 2016 - 17:00

Ex-funcionários da Cesta do Povo entram com ação coletiva por reintegração à empresa

por Estela Marques
Ex-funcionários da Cesta do Povo entram com ação coletiva por reintegração à empresa
Foto: Reprodução / TV Bahia
Cerca de 500 ex-funcionários da Ebal/Cesta do Povo devem entrar com ação coletiva por reintegração à empresa em agosto. A informação foi passada ao Bahia Notícias por Francis Tavares, presidente da Associação Baiana dos Trabalhadores da Ebal Cesta do Povo (Abtec), em decorrência do processo de privatização da rede varejista (clique aqui). De acordo com Tavares, já foram demitidos cerca de cinco mil trabalhadores concursados entre dezembro do ano passado e junho deste ano. “Alegam reestruturação da empresa. Demitiram os pequeninhos, peixe pequeno, operadores, assistentes, que recebiam R$ 800. Enquanto isso, cargos comissionados que recebem R$ 10 mil continuam na empresa. A gente não entende que reestruturação é essa”, explicou. Segundo informado pelo presidente da Abtec, a situação já foi levada para o Ministério Público do Trabalho (MPT), mas nada ainda foi definido. Apenas alguns funcionários – cerca de50 – conseguiram a liminar favorável à reintegração e estão no aguardo de trâmites internos para voltarem ao trabalho. A expectativa é que até dezembro esse volume de deferimentos aumente, já que ao longo do semestre estão marcadas audiências na Justiça do Trabalho. “Situação crítica no interior do estado, funcionários com 25 anos de empresa foram demitidos e não tiveram direito nem ao plano de saúde. O trabalhador iria continuar pagando o valor, no entanto o governador [Riu Costa, PT] foi super autoritário e demitiu os funcionários”, reclamou Tavares. 

0 comentários:

Postar um comentário