segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Adustina-Ba:Encerramento da tradicional missão dos Capuchinhos em Adustina-BA

MISSÕES FRANCISCANAS

Tradicional missão dos Capuchinhos em Adustina-BA

24/10/2016 - 15h02
Cidade não recebia Santas Missões há mais de 50 anos
Fonte: Divulgação
No último sábado (22), em Adustina-BA, na Paróquia Senhor Bom Jesus (Diocese de Paulo Afonso), foi iniciada uma missão Franciscana Capuchinha. A cidade, que não recebia uma missão há mais de 50 anos, acolheu os missionários com uma carreata, por volta das 16h, que levava à frente a imagem de Nossa Senhora da Piedade, padroeira das Missões Capuchinhas na Bahia e Sergipe.
Além dos Capuchinhos, religiosos e leigos, também participam da missão padres diocesanos convidados de cidades vizinhas como Propriá (SE) e Aracaju (SE) e Fátima (BA). O bispo diocesano, Dom Guido Zendron também estará presente, juntamente com padres da diocese.
Uma das características mais marcantes dos Franciscanos Capuchinhos, além de sua alegria e proximidade com as pessoas, é a missão. O Brasil, por exemplo, é marcado pelas missões, tanto dos Capuchinhos, como de outrass ordens relgiosas.
As tradicionais missões tinham o objetivo de levar conforto ao povo sofrido, através da palavra e dos sacramentos, e representava em alguns casos, um apelo social. Muitas cidades, não só na Bahia, tiveram seu impulso de construção a partir dos próprios frades, que sempre foram homens ousados, estando sempre um passo à frente visando a dissolução das necessidades das pessoas.
Com o passar do tempo e o crescimento, as missões foram se tornando menos frequentes, porém, nunca acabaram. As missões são um momento especial na vida de uma paróquia, de uma comunidade relgiosa, pois é um momento para se reacender a chama da fé e de trazer novo vigor ao povo para que se mantenham firmes em seu propósito.
Durante os dias em Adustina, os frades, junto com uma equipe de mais de 70 missionários, formada por religiosos e leigos da paróquia, irão visitar as casas, suscitando no povo novo ânimo. Também durante esse período, serão intensificadas as confissões, atendimentos personalizados, missas e contará até com uma adoração em Praça Pública.
A padroeira das primeiras missões na cidade, realizada pelos Frades Franciscanos Observantes, é Nossa Senhora da Vitória, e é lá o centro de encontro da missão, muito embora a pequena igreja dedicada à Nossa Senhora da Vitória não seja a Igreja Matriz.
Para o coordenador da Secretaria das Missões, Frei Rutivalter Alves.
Frei Rutivalter Alves.
 As missões "são uma oportunidade de reafirmar o carisma franciscano". O pároco local, Padre João Souza, vê as Santas Missões Capuchinhas como "momento privilegiado de evangelização e que ajuda a revigorar a fé" e ajuda até mesmo a "restaurar aspectos da cultura local", despertando também o povo a serem discípulos. 
Encerramento das Santa Missões em Adustina(30) o blog adustinaadsa.com, registrou momentos que revivemos às épocas de Santa Missões em Adustina, com a presença das comunidades do nosso município.
Veja imagens do encerramento da Santa Missão.








Conheça a História da cidade de Adustina
Sobre a cidade:
Localizado em uma região de solo fértil, propício para agricultura, iniciou-se, em 1857, como uma pequena povoação de fazendeiros e agricultores, principalmente os Garcias Dávila e os Dantas Paz, que exploravam as culturas de milho e feijão.
No ano de 1905, Justino Correia de Andrade construiu uma capela e um cemitério. Padre João de Matos Carvalho e Justino Correia desentendem-se, em 1908, devido a documento referente à capela.
Em 1909, o Padre João de Matos reúne a comunidade e motiva a construção de uma outra capela, que foi, então, construída e doada por José de Souza e Antônio de Barros, em 1910. A 1ª missa foi celebrada a no dia 04/09/1910.
Em 22/10/1914 foi publicado em um jornal de Salvador (BA) a suspeita de ameaça de invasão e destruição da localidade de Adustina, o que não aconteceu por intervenção do Padre João de Matos.
Em 1915, ocorre a expansão da povoação de Adustina, que contava, então, com 200 casas.
Em 1938, foi elevada à categoria de Distrito com o nome de Bonfim de Coité.
Na década de 1960, registrou-se novamente a expansão do povoado, e foi construído o açude público pelo DENOCS
O ano de 1980 foi marcado pelo início da mecanização e do investimento na agricultura.
Quando de sua chegada ao Município de Paripiranga, o professor Francisco de Paula Abreu, estudioso do Latim, observando as peculiaridades da região denominou o Povoado de Bonfim do Coité de Adustina, palavra origem latina: adusto = fértil e tina = terra, ou seja, Terra Fértil.
Gentílico: adustinense
Formação Administrativa
Distrito criado com a denominação de Adustina, pelo Decreto-Lei Estadual nº 11089, de 30-11-1938, subordinado ao Município de Paripiranga.
No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o Distrito de Adustina figura no Município de Paripiranga.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o Distrito de Adustina permanece no Município de Paripiranga.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1988.
Elevado à categoria de município com a denominação de Adustina, pela Lei Estadual nº 4851, de 05-04-1989, desmembrado de Paripiranga. Sede no antigo Distrito de Adustina. Constituído do distrito sede. Instalado em 01-06-1989.
Em divisão territorial datada de 1991, o município é constituído do distrito sede.
Adustina é um município baiano, localizado a 381km de Salvador. Foi fundada em 1857, e elevada a cidade somente em 1989, devido à expansão populacional.
A cidade tem aproximadamente 17.256 mil habitantes, e sua principal fonte de renda vem da produção de feijão e milho.
A cidade é coberta pela Diocese de Paulo Afonso, sendo Dom Guido Zendron seu bispo. Há uma única paróquia, a Senhor Bom Jesus, seu pároco é o Padre João Souza.
Confira fotos.
 


De 22 a 30 de outubro, A igrejinha na praça Antônio Barros reviveu  às épocas de  Santa Missões em em Adustina.  Em 1909, o Padre João de Matos reúne a comunidade e motiva a construção de uma outra capela, que foi, então, construída e doada por José de Souza e Antônio de Barros, em 1910. A 1ª missa foi celebrada a no dia 04/09/1910.Sobre a cidade:
FonteCapuchinhos do Brasil /CCB
Por Frei Elton Caires Santos (Cúria Provincial)
Reprodução:www.adustinaadsa.com/Facebook: Jailson Adustina.

0 comentários:

Postar um comentário