domingo, 30 de outubro de 2016

Aos 88 anos, prefeito eleito em Catende é o mais velho do País

Aos 88 anos, prefeito eleito em Catende é o mais velho do País

Publicado em 04/10/2016 , às 15 h35
NE10 Interior
Professor Josibias Cavalcanti (PSD) foi eleito pela terceira vez em Catende, aos 88 anos / Foto: cortesia
Professor Josibias Cavalcanti (PSD) foi eleito pela terceira vez em Catende, aos 88 anosFoto: cortesia
O atual prefeito de Catende, na Mata Sul, Josibias Cavalcanti (PSD) é o mais velho eleito no Brasil no último domingo (2), segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O professor de 88 anos era vice na cidade e assumiu o comando do município há pouco mais de três meses, após o ex-prefeito Otacílio Alves Cordeiro (PSB) ser preso.
"É uma honra, essa sensação agradável de ter vivido já esse período todo, tenho um grande prazer de viver nessa cidade", afirmou Cavalcanti, que já foi eleito prefeito outras duas vezes e foi duas vezes vereador. Josibias Cavalcanti recebeu mais de 7,5 mil votos (39,32%) dos 20,5 mil eleitores que foram às urnas este ano em Catende. Sua principal adversária, Danda de Otacílio (PSB), teve 6,2 mil (32,40%).

"Pessoalmente eu não tinha mais ambição", disse o prefeito sobre sua candidatura, definida pelo partido. Para ele, foi uma grande satisfação ser eleito, uma vez que a campanha foi realizada com poucos recursos.

Cavalcanti ingressou na política em 1949, aos 21 anos, após concluir o ensino médio no Recife. Sua vontade era cursar medicina, mas acabou não passando no vestibular e voltando para Catende. De acordo com o prefeito, foi por incentivo de seu pai, que também era político, que entrou na vida pública. "Ele era tesoureiro da usina, que tinha muita importância na cidade, e fui vereador a pedido dele", relembra.

Depois, Cavalcanti acabou cursando Direito, atuou como promotor de Justiça e fez cursos de proficiência para ensinar a alunos de primeiro e segundo grau. Hoje, lamenta o desinteresse da juventude na política e diz que pretende criar programa de incentivo para que os jovens entrem na vida pública.

Sobre os próximos quatro anos, garante que vai voltar a servir o município da melhor forma. "Estou disposto a trabalhar, não quero trabalhar morrendo, quero morrer trabalhando", diz.

Operação Tsunami
O ex-prefeito Otacílio Alves Cordeiro (PSB) foi preso no dia 2 de junho deste anodentro da Operação Tsunami, da Polícia Civil. Ele é acusado de liderar uma organização criminosa suspeita de emprego irregular de verbas públicas, corrupção, falsificação de documentos e lavagem de dinheiro.

Na mesma operação, foram presas outras dez pessoas, entre elas seu filho Ronaldo Cordeiro, secretário de Finanças, e a nora, Andreza Paes, além de assessores. No dia 19 de agosto, outro filho de Otacílio, Paulo Augusto Cordeiro, e o sobrinho, Miguel Alves Cordeiro Filho, foram presos na operação "Longa Manus", um desdobramento da primeira ação policial.

0 comentários:

Postar um comentário