segunda-feira, 14 de novembro de 2016

"Diabetes tem crescido", alerta médica endocrinologista

Saúde 14 de Nov de 2016 • 09:05

"Diabetes tem crescido", alerta médica endocrinologista

Foto: Tácio Moreira/ Metropress
No Dia Mundial do Diabetes, a endocrinologista Ana Claudia Ramalho explicou os problemas causados pela doença e as diferenças do Diabetes tipo 1 e do Diabetes tipo 2. Em entrevista à Rádio Metrópole, na manhã desta segunda-feira (14), a médica disse que é preciso diferenciar os dois tipos da doença. "O Diabetes tem crescido. Mas, o Diabetes tipo 2 está relacionado com a obesidade, o estilo de vida, ele é hereditário. No tipo 1, a pessoa já nasce com a doença e ela pode ou não se desenvolver durante a vida. É importante frisar que as complicações do Diabetes: amputação, perda de visão, são as que as pessoas mais temem. A principal causa da morte do Diabetes é o coração, problemas do coração", disse.
Segundo a Federação Internacional do Diabetes, um em cada dois adultos com a doença não está diagnosticado e, portanto, não tem ciência de sua condição e não toma os devidos cuidados.
O tema da campanha este ano é De olho no diabetes, com foco em promover a importância do rastreamento e garantir o diagnóstico precoce, o tratamento e a redução do risco de complicações mais sérias – sobretudo em casos de diabetes tipo 2. Dados da entidade mostram que a doença segue crescendo em todo o mundo: ao todo, 415 milhões de adultos viviam com diabetes em 2015. A previsão é de que esse número chegue a 642 milhões em 2040 – uma proporção de um adulto diabético para cada dez adultos no planeta.

0 comentários:

Postar um comentário