quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

BAHIA Wagner diz que “Lula é o candidato do PT”

9 de fevereiro de 2017, 09:55

BAHIA Wagner diz que “Lula é o candidato do PT”

Foto: Manu Dias/Agecom
Wagner e Lula
O secretário de Desenvolvimento Econômico da Bahia, Jaques Wagner, reafirmou ontem que o ex-presidente Lula é o candidato do PT ao Palácio do Planalto em 2018, mas não descartou a possibilidade de o partido apoiar outro candidato, como Ciro Gomes (PDT). “Estou tranquilo. Quando chegou a eleição da presidente Dilma, disse a Eduardo Campos que ele podia ficar no nosso grupo. Não necessariamente precisava ser um candidato do PT. Como houve impeachment, há a sede pela volta de Lula. Caso contrário, existem outras opções, como Ciro Gomes. Ele poderia ser apoiado pelo PT”, disse em entrevista à rádio Metrópole. “Sou candidato ao Senado. Mas se também for chamado para ser candidato [a presidente], não tem o que discutir”, completou. Wagner, entretanto, ressaltou que ainda é “muito cedo” para discutir 2018, e que o cenário dos próximos dois anos dependerá de como o momento atual vai se desenrolar. “2018 é uma caixa de surpresas. Tudo depende de como a economia vai se comportar, depende das denúncias também. O PT não acabou nem acabará, o PT tem um espaço na economia nacional. Corresponde a uma fatia do pensamento nacional. Muita gente fica com raiva por inveja. A sustentação dos movimentos nacionais é fundamental”, assinalou. Realmente acho que a gente fez uma gestão da economia abrindo demais, muitas isenções fiscais para empresas que não retornaram. Aí teve a queda do petróleo, do ferro, da soja… Agora o preço do ferro já dobrou internacionalmente”, acrescentou. O petista também minimizou as críticas de aliados no sentido de que o governador Rui Costa (PT) faz pouca política, e relembrou a escolha do aliado para ser candidato em 2012. “Quando vou para o interior, peço para não comparar o meu governo com o de Rui. Quando ganhei em 2007, foi uma grande novidade a descompressão que fizemos na política baiana. Rui não teve isso porque chegou porque já chegou com esse clima de descompressão. Ninguém acreditava que se podia ganhar do Carlismo, nem Lula”, relembrou. “E eu governei em época de vacas gordas, Rui está nas vacas magras. Esse momento é duríssimo. E esse jeito mais direto de Rui talvez seja a arma do sucesso. Não sei se eu teria conseguido segurar as contas. Estou muito satisfeito”, prosseguiu.
Tribuna da Bahia
9 de fevereiro de 2017, 09:51

BRASIL Morre o pai da ministra do STF Cármen Lúcia

Foto: Audiência AP
Ministra Cármen Lúcia
Morreu nesta quinta-feira, 9, o pai da presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia, Florival Rocha, aos 98 anos. Doente, ele morreu em Espinosa, no norte de Minas Gerais. Florisval era viúvo e deixa sete filhos. A cidade fica no norte de Minas, a 690 quilômetros de Belo Horizonte, a ministra visitou o pai no último final de semana. Na ocasião ela usou avião de carreira, alugou veículo popular no aeroporto de Montes Claros, comeu coxinha e chupou pirulito no trajeto até Espinosa, cidade de 35 mil habitantes onde mora seu pai, Florival Rocha, de 98 anos. A passagem da ministra por Minas foi registrada em fotos publicadas nas redes sociais. Na chegada ao aeroporto de Montes Claros, na sexta-feira, 3, foi parada para selfies. A diária do veículo popular que Cármen Lúcia alugou para ir até Espinosa, a 230 quilômetros de Montes Claro, custa R$ 115.
Estadão
9 de fevereiro de 2017, 09:33

SALVADOR Câmara promoverá concurso público no 1º semestre de 2018

Foto: Divulgação
Presidente da CMS, Leo Prates
A aprovação por unanimidade do Plano de Cargos, Vencimentos e Carreira dos servidores (Projeto de Lei nº 75/2017) e da Reestruturação Administrativa Organizacional da Câmara Municipal de Salvador (Projeto de Lei nº 74/2017), na tarde desta quarta-feira (8), abriu caminho para o concurso público que será lançado pela Casa Legislativa. Após a votação, o presidente do Poder Legislativo, vereador Leo Prates (DEM), anunciou a intenção de realizar as provas do certame já no primeiro semestre de 2018. Seguindo as recomendações do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), o presidente Leo Prates destacou a necessidade de ajustar a desproporção entre os servidores comissionados e efetivos do Poder Legislativo e, consequentemente, servir ainda melhor a cidade. “Há poucos servidores efetivos na Câmara. Esses dois projetos vão nos permitir abrir o tão esperado concurso público. Esperamos realizar as provas já no primeiro semestre de 2018. No final do segundo semestre, já queremos chamar os primeiros nomeados do certame para servir à população desta cidade”, declarou Leo Prates. Os vereadores que discursaram sobre o Plano de Cargos, Vencimentos e Carreira enalteceram a importância da aprovação dos projetos de lei. O vereador Hilton Coelho (PSOL), que participou da assembleia dos servidores na manhã desta quarta-feira, comemorou o resultado da votação. “É uma tarde histórica para os servidores desta Casa e para a cidade do Salvador. O projeto foi votado hoje e ainda podemos aprimorá-lo com emendas durante o ano. Representa um grande avanço para a Câmara”, afirmou. Durante a votação, o presidente Leo Prates se referiu ao Plano de Cargos, Vencimentos e Carreira como “o melhor do País” e fez questão de dividiu os méritos pela aprovação do projeto com o ex-presidente da Casa, vereador Paulo Câmara (PSDB). Entre os principais benefícios para os servidores com a aprovação do PL nº 75/2017 estão: aumento de 4% a cada ano na progressão da tabela de vencimentos; gratificação por avanço de competência de 70% no nível inicial; aumento de 10% a cada três anos ma gratificação por avanço de competência; implantação do adicional de titulação nos cursos de pós-graduação; aumento de 20% nas funções de confiança de supervisor, secretário e coordenador; ampliação do benef&i acute;cio do auxílio educação até o término do Ensino Médio; além da manutenção do auxílio saúde e auxílio alimentação.
9 de fevereiro de 2017, 09:22

BAHIA Tratamento com auxílio de animais é implantado no Hospital da Criança

A resposta imunológica e a coordenação motora de crianças em tratamento no Hospital Estadual da Criança (HEC), em Feira de Santana, no centro norte da Bahia, estão sendo estimuladas pela interação com animais. O tratamento alternativo também inclui música, acompanhamento de psicólogos, fisioterapeutas e atividades artísticas. A utilização de animais começou em janeiro. Desde então, já foram realizadas três sessões no hospital, com o atendimento de 60 crianças. Entre elas, Eric Macedo tem oito anos e está na unidade de saúde há 17 dias, em tratamento contra anemia falciforme. “Eu gostei mais do cachorro. É muito melhor brincar do que ficar no quarto o dia inteiro”, afirma o garoto. A mãe de Eric, Lucivânia Santos, comenta que “com a ida para ver os bichos, ele ficou feliz, mais ativo”. Adriana Correia, cinco anos, está tratando a doença do carrapato e tem que ficar cerca de 30 dias internada. Nesta semana, ela colocou ração no aquário de peixes, brincou com a cadela Isabelle e desenhou. “Eu gostei mais do peixinho, porque dou comidinha para ele”. Para Zulmira Araújo, acompanhante de Adriana, “essa brincadeira com os animais ajudou muito. Adriana ficou mais à vontade e mais alegre. Isso ajuda no tratamento”. De acordo com Itana Nogueira, fisioterapeuta do HEC, a interação com animais promove benefícios motores, emocionais e sociais. “Enquanto fisioterapeuta, nossa preocupação é com a parte motora, mas temos o acompanhamento de psicólogos e, cada um na sua área, vai trabalhando seus objetivos. As crianças chegam aqui muitas vezes tristes e mudam completamente quando veem os bichos. Estudos mostram que quando a gente está bem emocionalmente, isso melhora o sistema imunológico”. As sessões no HEC são organizadas pela equipe de fisioterapia, que direciona simples movimentos, como pentear um animal ou dar comida aos peixes, estimulando o sistema psicomotor e elevando a autoestima das crianças. A Terapia Assistida por Animais (TAA) não substitui terapias e tratamentos convencionais, mas funciona como um complemento, para melhorar a qualidade de vida dos pacientes.
9 de fevereiro de 2017, 08:58

BRASIL FHC na Lava Jato depõe em ação contra amigo de Lula

Foto: Divulgação
Ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB)
O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) depõe nesta manhã por videoconferência ao juiz Sérgio Moro, em Curitiba. O tucano foi chamado para falar como testemunha de defesa do presidente do Instituto Lula Paulo Tarciso Okamotto, réu por crime de lavagem de dinheiro na Operação Lava Jato. Além do tucano, outras 8 testemunhas de defesa devem ser ouvidas nesta quinta-feira, 9. Nesta ação, Lula também é réu. A força-tarefa da Lava Jato sustenta que o petista recebeu R$ 3,7 milhões em propinas da empreiteira OAS por meio de reformas em um apartamento triplex no condomínio Solaris, no Guarujá. Uma parte desse valor também teria sido repassada a Lula por meio do pagamento de despesas com o armazenamento de presentes que ele recebeu em seus mandatos presidenciais (2003/2010) – itens que o próprio Lula chama de ‘tralhas’. A estratégia da defesa de Okamotto é mostrar que outros ex-ocupantes do Palácio do Planalto também receberam lembranças e que as guardaram. Okamotto foi denunciado pela Procuradoria da República que lhe atribui responsabilidade pela contratação da Granero para estocar as ‘tralhas’ de Lula. Ao todo são sete réus no processo, entre eles o empreiteiro Léo Pinheiro, da OAS. Moro mandou intimar as testemunhas arroladas pelos defensores dos oito acusados para comparecer na sala de videoconferências da Justiça Federal em São Paulo.
Estadão
9 de fevereiro de 2017, 08:48

EXCLUSIVA O arriar das malas do presidente Coronel, por Raul Monteiro

Foto: Divulgação/Arquivo
Deputado estadual Angelo Coronel é o novo presidente da Assembleia Legislativa
No arriar das malas, o novo presidente da Assembleia Legislativa, deputado Angelo Coronel (PSD), já revelou o que já se anunciava aos quatro cantos com relação à sua futura gestão: o governo vai tê-lo como aliado, mas não como seu líder na Casa, papel muito bem desempenhado pelo antecessor Marcelo Nilo (PSL), responsável por grande parte do sucesso político obtido pela gestão passada de Jaques Wagner e estes dois anos em que o governador Rui Costa (PT) surfou num mar de tranquilidade e segurança na sua relação com o Poder Legislativo baiano.
Em menos de 48 horas no comando da Assembleia, Coronel já deu um conjunto de espanadas capaz de deixar qualquer aliado ressabiado ou no mínimo consciente de que o status quo definitivamente se alterou. Numa lista de 57 demissões promovidas com o objetivo de saber quem é quem nos quadros da Casa, o novo presidente não poupou sequer um genro de Wagner, que, assim como os demais, teve que retornar a seu órgão de origem, um desconforto grande, apesar da promessa do novo presidente de que, aqueles que comprovarem que trabalham, poderão voltar às suas posições na Casa.
Ontem, Coronel acrescentou mais algumas iniciativas à lista de medidas que concebeu desde a época da campanha e executa cuidadosamente para marcar sua passagem pela Assembleia. Além de admitir que novos cortes serão feitos na área de pessoal, uma caixa preta de tempos imemorais na qual nenhum presidente que por ali passou ousou até agora mexer, anunciou a instalação do Colégio de Líderes e praticamente decretou o fim do conhecido “rolo compressor” com que, sob a justificativa da urgência, o governo muitas vezes aprova com celeridade suas matérias na Casa.
Como anunciou em coletiva ao lados dos líderes, a partir de agora a pauta de votação na Assembleia será decidida pelo conjunto das lideranças partidárias, as quais assumirão atribuições que nos últimos anos vinham sendo desempenhadas exclusivamente pelos líderes da Maioria e da Minoria, e nenhum projeto mais, qualquer que seja a sua origem, será aprovado de afogadilho, já que exigirá que cumpra seu rito de debates e transformações no âmbito das comissões e subcomissões, uma etapa que diz ter sido lamentavelmente suprimida até agora no Legislativo.
Sem dúvida, são medidas que, se não poderão retardar a apreciação de matérias do Executivo, com certeza também não as acelerarão na medida do que normalmente qualquer governo deseja. Em última instância, forçarão a articulação política de Rui Costa a estreitar seu relacionamento com o Legislativo, uma queixa de que era alvo, justiça se faça, na gestão de Marcelo Nilo, e também a planejar melhor todas aqueles iniciativas que envolvam a necessidade de aval dos parlamentares. Tudo em prol da democracia, como disse ontem Coronel, com um sorriso maroto, sob a aprovação dos colegas.
9 de fevereiro de 2017, 08:38

BRASIL Pezão diz que recorrerá de cassação ao TSE

Foto: Divulgação
Governador do Rio, Luiz Fernando Pezão (PMDB)
O governador do Rio, Luiz Fernando Pezão (PMDB), defendeu na manhã desta quinta-feira, 9, em entrevista à Rádio Estadão, sua gestão e as contas de sua campanha e de seu vice, Francisco Dornelles (PP), afirmando que irá recorrer ao TSE da decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ) que cassou seus mandatos por abuso de poder econômico e político, em razão de irregularidades na prestação de contas de campanha. O governador disse que nunca teve problemas com a Justiça e está à disposição para prestar todos os esclarecimentos. Também afirmou que cumpriu a lei na campanha eleitoral, pois ela permitia a doação de empresas. “Tudo foi devidamente declarado na minha campanha”, reiterou. O peemedebista disse que a grave crise financeira que atinge o Rio de Janeiro é a mesma que afeta outras unidades da federação. “Tenho falado com os 27 governadores, alguns foram salvos pela lei de repatriação, se não fosse a repatriação, muitos não teriam se salvado”, afirmou, destacando que está “lutando muito” e depende da ajuda do governo federal. Segundo o governador, o Estado perdeu 1/3 de sua arrecadação com a crise da Petrobras. A respeito da ameaça de greve da polícia do Rio, a exemplo do que ocorre no Espírito Santo, Pezão afirmou que concedeu aumento à categoria em 2014 e que foi paga uma das seis parcelas do aumento na quarta-feira, 8. “Há diversos Estados parcelando salário dos servidores, nós estamos pagando primeiro as áreas de segurança pública e educação.” Pezão disse também à Rádio Estadão que o Tribunal de Contas do Estado aprovou os editais de obras realizadas por sua gestão e que a própria Polícia Federal realizou investigações que foram posteriormente arquivadas. Ao falar sobre a crise que atinge o Maracanã, Pezão destacou que as obras do estádio foram concessionadas e ele não pode simplesmente “tirar a empresa na canetada” porque isso iria provocar uma crise jurídica e de confiança.
Estadão
9 de fevereiro de 2017, 08:35

MUNDO “Há corrupção no Vaticano, mas estou em paz”, afirma o papa

Foto: Divulgação
Papa Francisco
O papa Francisco admitiu que existe corrupção no Vaticano, mas que aprendeu a encarar os problemas com “serenidade e viver em paz”, de acordo com uma reportagem publicada hoje (9) pelo jornal Corriere della Sera.”Existe corrupção no Vaticano, mas eu estou em paz”, disse ele em 25 de novembro de 2016, durante um encontro com representantes de ordens religiosas, e cujos detalhes foram narrados pelo padre Antonio Spadaro na nova edição da revista La Civiltà Cattolica. As informações são da agência de notícias Ansa. “Qual é o segredo da minha serenidade? Não tomo remédios tranquilizantes. Os italianos sempre dão um belo conselho: para viver em paz, precisa um pouco de indiferença. Eu não tenho problema em dizer que estou vivendo uma experiência. Em Buenos Aires, era mais ansioso, mais preocupado. Hoje vivo uma profunda paz, não sei explicar”, contou. De acordo com o papa, os cardeais e membros da cúria sabem dos problemas internos do Vaticano e “todos queriam reformas” no último conclave. “Nas congregações gerais antes do conclave que me elegeu, falavam dos problemas do Vaticano e todos queriam reformas”, disse. “Mas se há algum problema, eu escrevo um bilhete a São José e coloco embaixo de uma estátua no meu quarto, uma estátua de São José dormindo. Ele dorme em cima dos meus bilhetes e eu durmo tranquilo”, afirmou. Leia mais na Agência Brasil.
Agência Brasil
9 de fevereiro de 2017, 08:15

SALVADOR Prefeito participa de coletiva da Skol sobre novidades para Carnaval

O prefeito ACM Neto estará presente na coletiva de imprensa organizada pela marca Skol, a ser realizada nesta quinta-feira (9), a partir das 16h, na área em frente ao Forte de Santa Maria, na Barra. Na ocasião, serão anunciadas as novidades realizadas pela marca – pertencente à empresa de bebidas Ambev – para o Carnaval de Salvador. O evento contará ainda com a participação de artistas, influenciadores digitais, porta-vozes da Ambev e demais autoridades. A Skol é uma das patrocinadoras da folia soteropolitana em 2017.

0 comentários:

Postar um comentário