sexta-feira, 28 de abril de 2017

Violência que só cresce é bem pior no Nordeste

Qui , 27/04/2017 às 09:27

Violência que só cresce é bem pior no Nordeste

tempopresente@grupoatarde.com.br 
No último dia 14 de março, um homem foi morto no bairro da Ribeira - Foto: Mila Cordeiro | Ag. A TARDE | 14.03.2017
No último dia 14 de março, um homem foi morto no bairro da Ribeira
Mila Cordeiro | Ag. A TARDE | 14.03.2017
Passou batido pela maioria da mídia um estudo realizado pelo Centro Cidadão para Segurança Pública e Justiça Penal, do México, sobre as 50 cidades mais violentas do mundo.
O detalhe é que 19 das 50 estão no Brasil, e das nossas 19, nada menos que 10 estão no Nordeste e três no Norte do país.
Na banda baiana, Feira de Santana tem a pior situação, ocupando a 15ª posição, com a taxa de 60,23 homicídios por cada 100 mil habitantes; seguida de Vitória da Conquista, na 16ª posição, com 56,45; e Salvador e região metropolitana, na 20ª posição, com 54,71.
São números bem menores do que a campeã, Caracas, na Venezuela, com 130,35, e também de Natal, a mais violenta do Brasil, na 10ª posição, se é que isso serve de consolo.
Uma olhada no Mapa da Violência confirma que o Nordeste é a região mais violenta do país, com uma taxa de homicídios da ordem de 120 por cada 100 mil habitantes. E a Bahia fica aí com os seus 161,7, altíssimo, embora bem abaixo dos 379 do Rio Grande do Norte ou dos 300 do Maranhão, também se isso serve de consolo.
É um cenário desolador. Resultado da falta de liga entre a representação política e os anseios coletivos. Os políticos dizem que não é bem isso. Mas é principalmente isso.
Pé na estrada
ACM Neto vai hoje a Vitória da Conquista para um evento do Ministério da Educação, no campus da Ufba, a pretexto de debater transporte escolar, prestação de contas e execução de obras. É o mesmo evento em que Sílvio Pinheiro, hoje presidente do FNDE, vai anunciar a distribuição de R$ 110 milhões para mais de 80 municípios baianos.
Em miúdos, é Neto botando o pé na estrada pensando em 2018. É a primeira vez que ele faz isso. Agora, tem uma âncora federal.

" Estaria acaso o juiz Moro com medo de ser julgado por seus próprios pares?
Roberto Requião, senador do PMDB do Paraná, relator do projeto de abuso de autoridade, ontem aprovado na CCJ do Senado, no Face, atacando os críticos

" Não é nada demais alguém trabalhar até os 65 anos, ainda mais um funcionário público. Não é nenhuma novidade
Arthur Maia, deputado do PPS baiano, relator do projeto de reforma da Previdência, no site InfoMoney
Semear água
Ângelo Coronel (PSD), presidente da Assembleia, que abriu ontem o seminário Semear Água, que se realiza lá, se disse impressionado com perda de água da Embasa: de cada mil litros distribuídos, só 52% são aproveitados, os 48% restantes saem pelos vazamentos, sem falar nos 'gatos'.
– A Embasa, não sei por que, não se interessa por contrato de performance, cujo contratado só ganha em cima do que poupa. Depois da crise hídrica em São Paulo, a Sabesp fez. E se deu muito bem.
A melhor média mundial de contenção é do Japão, apenas 3%. A de Israel é 7%.
Fundo do poço — Aliás, o seminário Semear Água, que o Crea e a Frente Parlamentar Ambientalista realizam até hoje, vai ao fundo do poço na questão hídrica na Bahia.
Nascente esquecida
O projeto de revitalização do rio Cachoeira, que a Secretaria do Meio Ambiente do Estado (Sema) está desencadeando, tem um detalhe a ser observado que até agora está esquecido, segundo o deputado Rosemberg Pinto (PT): a nascente do rio Colônia, que deságua no Cachoeira, situada no povoado de São José do Colônia, entre Itororó e Caatiba, não está na pauta dos debates.
Técnicos da Sema vão hoje a Itabuna discutir o assunto. O prefeito Fernando Gomes diz que sonha em ver o Cachoeira voltar a ser o belo cartão-postal da cidade.
POUCAS & BOAS
* Sérgio Carneiro, ex-deputado federal, hoje secretário em Feira de Santana, vai receber amanhã (15h) na Assembleia a Comenda Dois de Julho e também lançar o livro, editado pela Casa, Direitos das Famílias, que tem na capa, além dele, outros três baianos que se destacaram como legisladores no segmento: Nelson Carneiro, Rui Barbosa e César Borges. A iniciativa foi do deputado Carlos Geilson (PSDB).
* Samuel Júnior (PSC), deputado estadual e pastor evangélico, está pedindo que Rui Costa desencadeie uma campanha contra o jogo Baleia Azul, que induz jovens ao suicídio. A ideia é boa. Campanha não resolve, mas ajuda.
* Eures Ribeiro (PSD), prefeito de Bom Jesus da Lapa e presidente da UPB, quer baixar o índice de rejeição de contas montando uma Escola Técnica. Das 407 contas relativas a 2015 apreciadas pelo TCM, 179 foram rejeitadas.
* No caso da tragédia da Soledade, o Ipac soltou nota dizendo que não tem autoridade para entrar em imóveis sem autorização dos proprietários e da prefeitura de Salvador. Se assim o é, bom lembrar: Salvador é cheia de imóveis tombados e prestes a tombar ao chão.

0 comentários:

Postar um comentário