sexta-feira, 9 de junho de 2017

'Eu me recuso a ser coveiro de prova viva'

'Eu me recuso a ser coveiro de prova viva'

No encerramento de seu voto, Herman Benjamin deixou clara sua inconformidade com a decisão de pelo menos quatro ministros do TSE de excluir do processo depoimentos de executivos da Odebrecht e dos marqueteiros João Santana e Mônica Moura. Ele proferiu uma frase que deve marcar o julgamento:
— Eu, como juiz, recuso o papel coveiro de prova viva. Posso até participar do velório, mas não carrego o caixão.
Herman Benjamin no julgamento

0 comentários:

Postar um comentário