segunda-feira, 24 de julho de 2017

Banco de Olhos da Bahia promove campanha para acabar com espera por córnea


Banco de Olhos da Bahia promove campanha para acabar com espera por córnea


<iframe>

MAIS LIDAS DA SEMANA


<iframe>

NA SOMBRA DO PODER

Ver mais »

ENQUETE

Diante dos acontecimentos na política brasileira, como você pretende votar em 2018?

ZÉ EDUARDO ENTREVISTA

<iframe>
<iframe>

ÚLTIMOS COMENTÁRIOS



Damasceno

Bom dia!! José Eduardo, você largou o doce mesmo no final da...

Eraldo Brito

Jorginho, sabiamos das limitacoes do bahia, porem Matheus Reis doe na alma.


O Banco de Olhos da Bahia, em Salvador, é o responsável por receber as doações de córneas autorizadas por familiares de doadores falecidos
<iframe>

Por Redação BNews

Com o objetivo de acabar com a espera de pacientes que precisam de córnea no estado, o Banco de Olhos da Bahia – entidade pública que, há mais de dez anos, funciona no andar térreo do Hospital Geral Roberto Santos (HGRS) – iniciou a campanha ‘Rumo à Fila Zero de Córnea’. Desde o lançamento da ação, no final de abril, a média mensal de doações aumentou 60% e, em junho deste ano, foram realizados 76 transplantes, 100% a mais em relação ao mês de junho de 2016.
A ação – conforme explica a oftalmologista Márcia Feitosa de Souza, coordenadora do Banco de Olhos da Bahia – conta com a realização programática e continuada de atividades educativas na rede hospitalar, inclusive no interior do estado, para conscientização dos profissionais de saúde quanto à notificação de óbitos viáveis para doação de córnea: “além do apoio voluntário de artistas por meio de vídeos veiculados nas redes sociais para informar à sociedade a importância da doação de córneas”. Até o momento, já participaram os cantores Katê (madrinha da campanha), Adelmo Casé e Felipe Pezzoni (Banda Eva), os integrantes das bandas Batifun e Pra Casar e os apresentadores José Medrado e Tarsilla Alvarindo.
O Banco de Olhos da Bahia, em Salvador, é o responsável por receber as doações de córneas autorizadas por familiares de doadores falecidos. As córneas doadas, vindas de todo o Estado, são processadas e armazenadas no local até que a Central de Transplantes do Estado da Bahia autorize a liberação para pacientes inscritos na lista única de transplante.
“Em 2016, tivemos 332 doadores de córnea na Bahia e, atualmente, estão inscritos 1030 pacientes que aguardam por uma córnea. Zerar a fila é um ganho imensurável para a sociedade, pois os problemas na córnea com indicação de transplante geralmente acometem o indivíduo na sua fase produtiva. Isso significa que, muitas vezes, ele fica impedido de realizar suas atividades laborais. São pessoas que têm suas vidas interrompidas e o transplante de córnea é a única forma de tratamento”, lembra Márcia de Souza.
Cronograma da campanha
A equipe do Banco de Olhos da Bahia estará em Jequié nos dias 27 e 28 de julho para mais um Encontro de Unidades Notificantes de Possíveis Doadores de Córnea. Nesse mês, foram realizados encontros no Hospital Ernesto Simões Filho, no Hospital do Subúrbio e no Hospital Calixto Midlej Filho (Itabuna), onde aconteceu o Curso de Entrevista Familiar para Doação de Córneas e Curso para Formação de Captadores de Tecido Ocular Humano. A programação até o final do ano já está fechada, mas a campanha segue até dezembro de 2018.
Mais informações podem ser obtidas pelo Disque-Transplantes: 0800 284 0444.

0 comentários:

Postar um comentário