sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Adustina-BA. 90% das localidades do município colhendo em média 30 saca 60 Kg por hectare.

Adustina-Ba, colhendo safra recorde de feijão, em média 30 saca de 60 KG por hectare.

O feijão é um dos alimentos indispensáveis no prato do Baiano e do brasileiro.
por Redação do blog www.adustinaadsa.com
25/08/2017 08:26h
Atualizado em 25/08/2017 17:00h

Cotações Agrícolas





  • Dataordem crescenteProdutoPraçaTipoUnidadePreço
    01/08/2017FeijãoADUSTINACariocasc 60 kgR$ 160,00
    02/08/2017FeijãoADUSTINACariocasc 60 kgR$ 160,00
    03/08/2017FeijãoADUSTINACariocasc 60 kgR$ 130,00
    04/08/2017FeijãoADUSTINACariocasc 60 kgR$ 130,00
    07/08/2017FeijãoADUSTINACariocasc 60 kgR$ 130,00
    08/08/2017FeijãoADUSTINACariocasc 60 kgR$ 130,00
    09/08/2017FeijãoADUSTINACariocasc 60 kgR$ 130,00
    10/08/2017FeijãoADUSTINACariocasc 60 kgR$ 130,00
    11/08/2017FeijãoADUSTINACariocasc 60 kgR$ 130,00
    14/08/2017FeijãoADUSTINACariocasc 60 kgR$ 130,00
    15/08/2017FeijãoADUSTINACariocasc 60 kgR$ 130,00
    16/08/2017FeijãoADUSTINACariocasc 60 kgR$ 130,00
    17/08/2017FeijãoADUSTINACariocasc 60 kgR$ 130,00
    18/08/2017FeijãoADUSTINACariocasc 60 kgR$ 130,00
    21/08/2017FeijãoADUSTINACariocasc 60 kgR$ 130,00
    22/08/2017FeijãoADUSTINACariocasc 60 kgR$ 130,00
    23/08/2017FeijãoADUSTINACariocasc 60 kgR$ 110,00
    24/08/2017FeijãoADUSTINACariocasc 60 kgR$ 110,00
    25/08/2017FeijãoADUSTINACariocasc 60 kgR$ 110,00


    Para maiores informações:

    Coordenação de Conjuntura Agrícola/ SPA - Seagri
    Tel.: (71) 3115-2850
    E-mail: cotacao.seagri@seagri.ba.gov.br
     Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a produção sergipana de feijão deste ano apresentou crescimento de 251% em relação a 2016. O quilo do feijão, que chegou a ser vendido a R$ 12,00 no final do ano passado, pode ser encontrado a R$ 2,50. 
    “Em 2016, vivemos uma das maiores secas dos últimos dez anos. Todas as lavouras foram atingidas pela falta de chuvas, mas, graças a Deus, 2017 teve um bom inverno e já estamos vendo resultados crescentes em todos os cultivos do estado”, disse o secretário de Estado de Agricultura,Vitor Bonfim, Seagri.BA.







    Foto:adsaadustina.com

    O impacto da estiagem pode ser percebido nos dados divulgado pelo IBGE sobre a safra do feijão que vinha diminuindo desde 2014, quando saiu de uma produção de 10.177 toneladas (t) para 7.992t em 2015 e 2.691t em 2016. A sequência de queda só foi interrompida agora em 2017, com previsão de produção de 9.636 toneladas.
    IBGE PREVÊ AUMENTO RECORDE DA SAFRA DE FEIJÃO, MILHO  NO NORDESTE
    Rio de Janeiro (Agência Prodetec) – O último Levantamento Sistemático da Produção Agrícola do IBGE (LSPA) mostra muito otimismo dos produtores rurais do Nordeste, e na cidade de Adustina, localizada na região noedeste da Bahia, está colhendo safra recorde de feijão, em média 35 saca por ha. apesar das incertezas quanto às condições climáticas em 2017. O  município foi agraciado por chuvas regulares  desde  do  segundo  semestre  de  maio.. estudo indica ampla recuperação das culturas de feijão (+109,1%), milho (95,2%) e soja (66,8%).
    No geral, a safra do Nordeste deve alcançar 16,5 milhões de toneladas de cereais, , crescimento de 73% sobre a de 2016.
    Desse grupo de produtos pesquisado ( feijão, e milho) apresentaram perspectiva de aumento em 2017.
    NORDESTE. ESTIMATIVA DE PRODUÇÃO (T) EM 2017. PRODUTOS SELECIONADOS.
    Cultura
    2016
    2017
    Var. (%)








    Feijão
    331.710
    693.545
    109,1
    Milho
    3.125.993
    6.101.444
    95,2



















    204.3
    Fonte: IBGE. LSPA Dezembro 2013. Elaboração Agência Prodetec.

    Milho e feijão
    No Nordeste, a área ocupada pelo feijão deve crescer 31,4% em 2017 em relação ao ano anterior, passando de 1,1 milhão de hectares para 1,5 milhão. Quanto ao milho, a expansão aguardada é um pouco inferior: 23%, para 2,5 milhões de hectares ante 2 milhões na safra anterior.
    Esse crescimento da área a ser colhida deve se refletir no avanço da produção. No caso do feijão a estimativa é de que dobre em relação a 2016, para 693,5 mil toneladas (331,7 mil em 2016), aumento de 109,1 %, com destaque para as produções da Bahia e do Piauí.
    A safra de milho, por sua vez, pode crescer 95,2% em 2017, totalizando 6,1 milhões de toneladas contra 3,1 milhões de toneladas, em 2016. Os estados da Bahia e do Piauí se apresentam como os principais produtores de milho do Nordeste, seguidos pelo Maranhão.
    Área ocupada
    No geral, a área ocupada no Nordeste com cereais,  deve crescer quase 15% em 2017 na comparação com o ano anterior.
    Conforme o IBGE informa a área total deve subir para 7,7 milhões de hectares ante 6,7 milhões em 2016.
    NORDESTE AGRICULTURA. ESTIMATIVA DA ÁREA CULTIVADA DE CEREAIS,  (HA) PARA 2017.
    Cultura
    Safra de 2016
    Estimativa 2017
    Var.(%)












    Feijão
    1.169.619
    1.536.810
    31,4
    Milho
    2.033.409
    2.499.583
    22,9












    TOTAL NE


    54.3
    Fonte: IBGE. LSPA Dezembro 2016. Elaboração Agência Prodetec. 
    Postada em 25 ago.2017.

    0 comentários:

    Postar um comentário