quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Temer vence lá, mas na Bahia nem Rui nem ACM Neto soltam foguetes

Publicado em 03/08/2017 às 08h34.

Temer vence lá, mas na Bahia nem Rui nem ACM Neto soltam foguetes

Rui se livra de Maia, mas fica sem o governo. E Neto tem uma mala de chumbo a carregar, se resolver carregar

Levi Vasconcelos
Frase da vez
“Na vida, nada se resolve, tudo continua. Permanecemos na incerteza. E chegaremos ao fim sem sabermos com o que podemos contar.”
André Gide, escritor francês (1869-1951)
Brasília - Deputados em clima de tensão no plenário durante sessão para votar parecer de denúncia contra Temer (Wilson Dias/Agência Brasil)
Brasília – Deputados em clima de tensão no plenário durante sessão para votar parecer de denúncia contra Temer (Wilson Dias/Agência Brasil)

O tititi entre os baianos ontem antes da votação em Brasília foi marcado pelo fato de o governador Rui Costa ter permitido que os secretários Josias Gomes (PT) e Fernando Torres (PSD) se afastassem para reassumir os seus mandatos de deputado federal para votar.
A oposição a Rui bradou que ele estava fazendo na surdina o Fica Temer. Ninguém acreditou nas negativas oficiais. No voto, os dois, Josias e Fernando, foram enfaticamente contra Temer.
Óbvio que não convém a Rui derrubar Temer para botar Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara e amigo de ACM Neto.
Neste caso, manter a coerência do Fora Temer seria fazer o jogo do inimigo. Daí que a estratégia foi assegurar o quórum e deixar a cada um direito de votar como quisesse.
O jogo político tem dessas, vezes se pratica atos que não são ilegais, mas são inconvenientes de deixar a digital. Lá atrás se disse que ACM Neto conspirava contra Temer para ver Maia no trono.
Neto negou, mas também ninguém acreditou. No frigir dos ovos, a maioria dos aliados dele ficou com Temer, na prática, também desfazendo o que foi dito.
Deu o Fica Temer, embora nenhum dos lados tenha muito a festejar.
Rui se livra de Maia, mas fica sem o governo. E Neto tem uma mala de chumbo a carregar, se resolver carregar.
Os dois esperam recarregar as energias para as urnas de 2018, com os futuros candidatos que vão gerar as expectativas presidenciais.
Para os dois lados vale a pergunta de palavra única: quem?
Irmão Lázaro e Carletto
Já se sabia que entre os tucanos baianos o placar seria de 2 a 1 contra Temer, com João Gualberto e Jutahy Júnior contra e Antonio Imbassahy a favor. Entre os aliados de ACM Neto, a surpresa foi Irmão Lázaro (PSC), que votou contra. E nos de Rui, Ronaldo Carletto (PP), que esperava-se ser a favor, mas sumiu.
Medrado e Imbassahy
Rifado da votação de ontem na Câmara com a volta de Antonio Imbassahy (PSDB), Marcos Medrado (PR) diz que não se incomodou nem um pouco:
– Até entendo ele. Eu nunca fiz segredo que votaria contra Temer.
Levi Vasconcelos
Levi Vasconcelos é Jornalista político, Diretor de Jornalismo do Bahia.ba, e titular da Coluna Tempo Presente do Jornal A Tarde.

0 comentários:

Postar um comentário