sábado, 16 de setembro de 2017

EUCLIDES DA CUNHA: Professores cobram da Justiça pagamento precatórios

EUCLIDES DA CUNHA: Professores cobram da Justiça pagamento precatórios

Prefeito diz que paga se a Justiça autorizar
Resenha Local , da redação em Salvador | 10/09/2017 às 11:52
Passeata por precatórios
Foto: RL
     Já são muitos capítulos dessa novela e o impasse permanece. De um lado, mais de 450 professores aguardam com ansiedade (e indignação) a decisão que eles afirmam estar nas mãos da Prefeitura (leia-se prefeito Luciano Pinheiro). Do outro lado, o prefeito diz que o dinheiro está na conta e que se a Justiça autorizar ele paga.

Recentemente, o prefeito encaminhou para apreciação da Câmara Municipal um projeto que autoriza o Executivo a gastar parte do dinheiro retido, quase R$4,5 milhões, mas a proposta não inclui a parte reivindicada pelos professores, 60% do montante total, que, segundo dizem, está em torno de R$15 milhões com os rendimentos.

A APLB núcleo Euclides da Cunha informou ao Resenha Local que é totalmente contra o projeto da forma que foi apresentado, sem a previsão de repasse devida aos professores.

Mas e o que pensa a população de Euclides da Cunha? O site Resenha Local ouviu 145 pessoas nos dias 08 e 09 de setembro e o resultado mostrou que uma maioria considerável (70,34%) é a favor do pagamento aos professores. O que também chama a atenção na pesquisa é que o número de pessoas que não souberam ou não quiseram opinar supera o percentual daqueles que são contra o pagamento dos famosos precatórios.

0 comentários:

Postar um comentário