domingo, 3 de setembro de 2017

Governo da Bahia assina contrato com empresa chinesa para estudo sobre a Ponte Salvador-Itaparica

Governo da Bahia assina contrato com empresa chinesa para estudo sobre a Ponte Salvador-Itaparica

Mesmo com o contrato assinado, governo terá que abrir concorrência pública para a obra
O Governo da Bahia confirmou a realização de estudos técnicos para a construção da ponta que vai ligar Salvador à Ilha de Itaparica, com a assinatura de um documento com representantes da CREC 4, empresa chinesa interessada na obra. A assinatura foi feita pelo governador Rui Costa que está na China com uma comitiva de secretários e técnicos, em viagem de negócios, desde o começo da semana.
Após a assinatura do documento, a empresa a CREC 4 tem 30 dias para apresentar um plano de ações com cronograma de atividades e indicação de quais estudos pretende realizar. A empreiteira deve também designar os técnicos que irão coordenar e executar os estudos. Mesmo com a assinatura do memorando, a empresa chinesa precisa obrigatoriamente concorrer à licitação que será aberta pelo Governo do Estado para execução da obra.
“Com certeza absoluta, contando com a tecnologia, conhecimento e experiência da CREC, nós haveremos de materializar esse sonho dos baianos”, afirmou o governador Rui Costa, após assinatura do memorando com os representantes da empresa chinesa. A partir de agora, os chineses vão realizar estudos de viabilidade técnica, econômica e ambiental, complementares ao projeto de construção e operação do Sistema Viário Oeste (SVO), visando rever e validar sua estruturação.
Sistema Viário Oeste
A Ponte Salvador-Ilha de Itaparica está orçada em R$ 6,1 bilhões e faz parte do Sistema Viário Oeste, que soma um investimento de R$ 7,9 bilhões. Além da ponte, que deve ter cerca de 12,4 quilômetros de extensão, o sistema engloba a construção de viadutos e túneis em Salvador (fazendo conexão com a Via Expressa e acessos na Cidade Baixa), além da requalificação da BA-001, em Itaparica.
O projeto inclui ainda a construção de nova rodovia expressa para tráfego pesado, a duplicação da Ponte do Funil, entre Vera Cruz e Jaguaripe, a duplicação da BA-001 e da BA-046 até Santo Antônio de Jesus (estrada que passará à condição de BR-420) e, por fim, a implantação de trecho de rodovia entre Santo Antônio de Jesus e Castro Alves e entre Castro Alves e a BR-116 (BR-242).
De acordo com previsão do governo, o sistema vai criar um novo vetor de desenvolvimento no estado, impactando diretamente 4,4 milhões de habitantes em 45 municípios e, indiretamente, quase 10 milhões de pessoas em 250 municípios, no oeste, sudoeste e sul da Bahia.
3 de setembro de 2017, 10:14

BAHIA “Vamos estudar e aprender com a Bahia”, diz prefeito chinês a Rui

Foto: Carlos Prates/GOVBA
Governador Rui Costa se reúne com prefeito chinês
Após conhecer o porto da cidade de Tianjin neste domingo (3), na China, o governador Rui Costa (PT) se reuniu com o prefeito do município chinês, Wang Dongfeng, o vice-prefeito de Tianjin, Zhao Haishan, e outras autoridades locais. Durante o encontro, o gestor municipal disse que Tianjin e a Bahia têm uma relação muito amistosa e um intercâmbio frequente na área do comércio. “Eu acredito que a Bahia tem boas ações em desenvolvimento e, através dessa visita do governador Rui Costa, eu quero ampliar a cooperação, em especial, no intercâmbio de tecnologia, portos e ferrovia para alcançarmos benefícios mútuos. Vamos estudar e aprender com a Bahia. As empresas de Tianjin podem investir mais na Bahia, que tem um mercado enorme”, afirmou Wang Dongfeng. O governador Rui Costa disse ao prefeito de Tianjin que acredita que o Porto Sul e a Ferrovia Oeste-Leste vão aproximar a Bahia e Tianjin. “Com isso, estaremos construindo uma alternativa de tráfego ao Canal do Panamá e aumentando as negociações entre Brasil e China”, disse o gestor baiano. Ainda segundo Rui, o desejo do Governo do Estado é, em parceria com o governo de Tianjin, poder replicar na área do Porto Sul, em Ilhéus, a Zona de Livre Comércio que existe em Tianjin. “Temos um espaço de cooperação com enorme potencial para crescer. Já temos um comércio extenso com a China tanto exportando quanto importando. Desejamos aumentar essa integração e nossa visita aqui foi para buscar investimentos. Queremos convidar as empresas chinesas para aumentar a parceria conosco. Além da área comercial e econômica, nosso desejo é fazer intercâmbio na área social, em saúde e educação. Há um desejo latente de firmar parcerias cada vez mais fortes a partir de hoje”, comentou o governador. Em julho deste ano, Rui assinou em Salvador um memorando de entendimento com o Governo de Tianjin. O documento visa promover cooperação nas mais diversas áreas, como o comércio e a indústria. Também em julho deste ano, a comitiva do Governo de Tianjin, além de passar por Salvador, foi a Ilhéus para conhecer a Zona de Processamento de Exportação e demonstrou interesse em estreitar as relações bilaterais.

0 comentários:

Postar um comentário