quinta-feira, 28 de setembro de 2017

PEC que simplifica prestação de contas de pequenos municípios é aprovada

PEC que simplifica prestação de contas de pequenos municípios é aprovada

Cerca de 40% dos municípios baianos serão beneficiados
O Plenário do Senado aprovou na terça-feira (19), em segundo turno, a proposta que estabelece a prestação de contas simplificada para municípios de pequeno porte (PEC 77/2015). A medida favorece a adoção de regras mais simples para a celebração de convênios e transferências de créditos da União e estados. A PEC havia sido votada em primeiro turno em agosto, foi aprovada por unanimidade pelo Plenário e agora segue para a análise da Câmara dos Deputados.
Atualmente, os pequenos e grandes municípios seguem os mesmos critérios de prestação de contas, o que acaba prejudicando as administrações municipais de menor porte, que sofrem com a burocracia. A expectativa é de que a medida simplificará o funcionamento de mais de 60% dos municípios brasileiros, assim considerados aqueles com até 15 mil habitantes.
Para o presidente da UPB e prefeito de Bom Jesus da Lapa, Eures Ribeiro, a PEC é de extrema importância, pois vai facilitar a prestação de contas dos municípios pequenos, diminuindo ainda mais a dificuldade técnica. “Infelizmente os órgãos públicos complicam as coisas, precisamos de medidas para facilitar. Hoje na Bahia 161 municípios serão beneficiados com a aprovação da PEC, uma grande vitória para nós prefeitos”, destacou.
Com a aprovação da PEC, a obrigatoriedade dos municípios de prestar contas e publicar balancetes nos prazos fixados em lei ao arrecadarem seus impostos será diferenciada para os de menor porte. Os órgãos e entidades da administração pública dispensarão a eles um “tratamento jurídico diferenciado”, ao simplificar a liberação de recursos e a fiscalização das contas prestadas, inclusive quando se tratar de transferências voluntárias entre os entes da federação.
Um dos objetivos da PEC é evitar a demora na liberação de recursos e a suspensão de repasses de convênios em decorrência de trâmites burocráticos. Na prática, a definição das novas regras de prestação de contas ainda deverá ser feita pelos parlamentares por meio de projeto de lei complementar, depois que a PEC for aprovada na Câmara dos Deputados.

(Fonte: UPB, com informações da Agência Senado)

0 comentários:

Postar um comentário