quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Tavares admite possibilidade de Leur disputar Senado

Tavares admite possibilidade de Leur disputar Senado
Presidente do PMDB baiano não descartou que Leur Lomanto Jr. possa disputar uma vaga no Senado
Tribuna da Bahia, Salvador
28/09/2017 07:59 | Atualizado há 10 horas e 33 minutos
Foto: Divulgação


Por Romulo Faro
Em busca de novas lideranças em decorrência do declínio dos irmãos Vieira Lima, o PMDB baiano começa a alçar seus quadros a voos mais altos, na expectativa de valorizar seu passe para uma vaga para o Senado na provável chapa do prefeito ACM Neto (DEM) ao governo do Estado. Em entrevista à Tribuna, o presidente estadual da legenda, deputado Pedro Tavares confirmou que o nome do líder da oposição na Assembleia Legislativa, deputado Leur Lomanto Jr., é de fato cotado para entrar na disputa pelo Senado. Mas ele ponderou que “há muitos outros nomes ótimos no PMDB da Bahia”.
“Leu é um ótimo deputado e está fazendo um ótimo trabalho como líder da oposição na Assembleia. Mas não é só ele. Temos ainda aí os deputados Hildécio Meirelles e Luciano Simões Filho e os outros deputados, temos Colbert Martins (vice-prefeito de Feira de Santana). O que não falta é nome no PMDB para disputar o Senado”, afirmou o presidente do diretório estadual do PMDB baiano.
O deputado Leur Jr. não atendeu às ligações nem retornou até o fechamento da edição. Sua assessoria disse que “ele ainda não comentou nada obre isso até agora”. Ainda na entrevista de ontem, o presidente do PMDB baiano negou à Tribuna que haja articulação (muito menos ‘avançada’) para que o tucano Antônio Imbassahy (ministro da Secretaria de Governo da Presidência da República) entre no partido, tampouco que lhe estaria assegurada a possível vaga do PMDB para disputar o Senado na chapa do prefeito ACM Neto no pleito do próximo ano.
Pedro Tavares, além de negar a articulação com o tucano, disse que se ele entrasse no PMDB baiano a negociação seria feita única e exclusivamente pelo diretório estadual. Tem saído com frequência na imprensa informação de que Imbassahy já está acertado para entrar no partido com aval do presidente Michel Temer, e que já estaria assegurada ao ministro a candidatura ao Senado.

0 comentários:

Postar um comentário