segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

JUSTIÇA CASSOU DIPLOMA DE EX-PREFEITO

domingo, 3 de dezembro de 2017

JUSTIÇA CASSOU DIPLOMA DE EX-PREFEITO



Decisão proferida pelo Juiz eleitoral, Cesar Lemos de Carvalho em 29 de novembro de 2017 condenou o ex-prefeito Neo Afonso e Jabes Júnior, impondo inegibilidade de 08 anos e pagamento de multa de R$ 16.000,00. No processo (AIJE nº 248-23.2012.6.05.0187) movido no ano de 2012 pela Coligação “Formosa de um Jeito Novo com a força do Povo”, encabeça por Bira Lisboa e Héder Cássio, derrotado no pleito pela diferença mínima de 251 votos, propuseram o processo em questão solicitando a justiça a cassação do registro de candidatura e ou os diplomas do candidato Jabes Júnior.
Segundo a denúncia, “os investigados utilizaram a ‘máquina’ pública municipal (Prefeitura de formosa do Rio Preto), comandada no período por Manoel Afonso de Araújo (Neo), para doarem de forma ilícita materiais de construção – entre eles blocos – a diversos eleitores formosenses, com o objetivo de obter votos para eleger Jabes Júnior (JJ), sobrinho de Neo, afrontando, dessa forma, a legislação eleitoral, incorrendo, em especial, nas práticas vedadas de captação ilícita de sufrágio (voto) e abuso do poder econômico e político.
Bira Lisboa, o segundo colocado nas eleições de 2012, disse que apesar do reconhecimento por parte da justiça da denúncia feita, a mesma veio tardia o que em muito prejudicou Formosa do Rio Preto: “A decisão veio tardiamente. A população de Formosa do Rio Preto passou por momentos de grandes dificuldades diante um desgoverno e agora reconhecido como ilegítimo. Eu e a população não temos o que comemorar! Continuamos aqui no município trabalhando e dialogando com a população para encontrarmos saídas para o atraso”, disse Bira. Do municipiosbaianos.com.br 

0 comentários:

Postar um comentário