quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

O governador Rui Costa anunciou, nesta quinta-feira (28), a liberação do montante em post na sua página oficial no Facebook

Publicado em 28/12/2017 às 19h39.

Polêmico empréstimo de R$ 600 mi do BB ao governo é depositado

O governador Rui Costa anunciou, nesta quinta-feira (28), a liberação do montante em post na sua página oficial no Facebook

Maria Paula Marques

empréstimo de R$ 600 milhões do Banco do Brasil ao governo da Bahia foi depositado nas contas do Estado, nesta quinta-feira (28). A cessão havia sido autorizada pelo governo federal no dia 22 de agosto.
Em post na sua página oficial no Facebook, o governador Rui Costa (PT), comemorou a liberação do montante. “O empréstimo de R$ 600 milhões do Banco do Brasil finalmente foi depositado nas contas do Estado. Parabéns ao Poder Judiciário. Continuaremos confiantes na Justiça e firmes na luta pelos interesses da Bahia e dos baianos!”, exclamou.
O petista salientou ter travado “uma verdadeira batalha” para garantir o recurso e denunciou supostos “boicote e perseguição aos baianos”.
A Bahia venceu. Nos últimos meses, travei uma verdadeira batalha para garantir recursos destinados a obras importantes em todo estado. Não baixamos a cabeça diante do boicote e da perseguição aos baianos. E a Bahia venceu! O empréstimo de R$ 600 milhões do Banco do Brasil finalmente foi depositado nas contas do Estado. Parabéns ao Poder Judiciário. Continuaremos confiantes na Justiça e firmes na luta pelos interesses da Bahia e dos baianos
No entanto, em conversa com o bahia.ba, em setembro deste ano, o deputado federal Paulo Azi (DEM), sob acusações da senadora Lídice da Mata (PSB) de boicote pelo seu partido, já havia decretado o dia de hoje como o prazo final para o Banco do Brasil repassar a cifra.
“Pela informação que eu tive, o Banco do Brasil tem até o dia 28 de dezembro para liberar. Então, está dentro do prazo. Deve ser alguma questão burocrática, que deve estar impedindo que o recurso chegue para salvar o governo, que parece estar numa situação muito ruim”, afirmou, na ocasião.
O Executivo baiano, através da Procuradoria-Geral do Estado (PGE), havia ingressado com ação, que pedia o depósito do dinheiro, o qual deverá ser destinado para a reforma e construção de estradas e escolas nos municípios.

0 comentários:

Postar um comentário