sábado, 2 de dezembro de 2017

Teste em urnas eletrônicas pelo TSE identifica três falhas

Publicado em 01/12/2017 às 19h40.

Teste em urnas eletrônicas pelo TSE identifica três falhas

O presidente da Corte, Gilmar Mendes, garante que não há riscos de falhas em eleições futuras ou passadas

Redação
Foto: Marcelo Camargo/ Agência BrasilFoto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou no relatório do Teste Público de Segurança 2017 do sistema eletrônico de votação, nesta sexta-feira (1º), que foram identificadas falhas que permitiram o acesso, por parte dos investigadores que fizeram o teste, a três pontos importantes da urna eletrônica que será usada nas eleições de 2018.
Dos 14 pontos testados, houve falhas em três. Os investigadores contratados pelo TSE para o teste da urna descobriram a chave de acesso ao sistema de arquivo do equipamento, o que permitiu ter acesso ao log (análogo à caixa preta) e ao registro digital de votação.
Segundo o tribunal, as falhas estão sendo corrigidas e não há riscos quanto à votação de 2018. O presidente do TSE, Gilmar Mendes, garante que o problema não ocorreu na eleição passada, porque foi identificado em uma atualização de sistema.
Gilmar afirmou que “a credibilidade é cada vez mais robustecida nos sistemas de hardware, software e correlatos”, e disse que “inimaginável seria hoje que se voltasse à chamada era do voto em papel, época que facilitava fraude humana na apuração e totalização do voto”.

0 comentários:

Postar um comentário