quarta-feira, 28 de março de 2018

Lúcio antecipa desfiliações para enfrentar estratégia de obrigá-lo a sair do MDB

28 de março de 2018, 09:35

EXCLUSIVA

 Lúcio antecipa desfiliações para enfrentar estratégia de obrigá-lo a sair do MDB

Ao anunciar ontem que todos os deputados do MDB deixariam o partido, o deputado federal Lúcio Vieira Lima buscou antecipar-se a uma estratégia que identificou entre os parlamentares da legenda para aprofundar seu desgaste e forçá-lo a deixar a sigla, uma das condições que teriam sido exigidas pelo prefeito ACM Neto (DEM) para ser candidato ao governo e coligar com os medebistas.
Hoje praticamente sem aliados dentro da própria legenda, Lúcio disse a assessores ter tomado a medida por ter percebido que o propósito dos deputados era deixar o partido aos poucos de forma a mostrar seu isolamento e dificuldade de permanecer na legenda, onde pretende tocar sozinho o plano de montar uma chapinha, com candidatos ao governo e a deputado que ele próprio escolha e funcionem como escada para sua reeleição.
Segundo o mesmo assessor, que esteve ontem à noite com o deputado, Lúcio avaliou que os deputados não precisavam adotar a estratégia de deixar a agremiação aos poucos, como estão fazendo desde ontem, se não fosse exclusivamente para desgastá-lo, já que eram todos estaduais e ele poderia ter acordado com eles só coligar o MDB para deputado federal, o que é essencial ao seu projeto de se reeleger.
O assessor do parlamentar confirmou a este Política Livre que não há jeito de Lúcio deixar o MDB de livre e espontânea vontade por achar que, além de humilhante, a situação coloca em xeque sua reeleição. A mesma fonte disse que o deputado não aceitará sob nenhuma hipótese transferir-se para uma legenda menor, do grupo do prefeito ACM Neto, para poder concorrer. “Que argumento ele vai dar para dizer que vai deixar o PMDB?”, questiona.
Aos mais chegados, o deputado tem explicado o motivo para os posts que faz no Instagram, referindo-se indiretamente a situações de traição. “É tudo que ele tem passado nestes últimos tempos. Pessoas a quem deu a mão e defendeu lhe virando as costas e buscando prejudicá-lo. Ele entende que ninguém que está aí é mais limpo do que ele. Lúcio não vai se entregar”, afirma o colaborador, visivelmente emocionado.

0 comentários:

Postar um comentário