sexta-feira, 22 de junho de 2018

Empresário é assassinado em Ribeira do Pombal e seu veículo é encontrado incendiado em Ribeira do Amparo

quinta-feira, 21 de junho de 2018 18:23

Empresário é assassinado em Ribeira do Pombal e seu veículo é encontrado incendiado em Ribeira do Amparo

De acordo com informações preliminares, investigadores da Polícia Civil estão trabalhando com três linhas de investigação: homicídio, latrocínio, e crime passional.
Foto: Pombal Alerta
Na manhã desta quinta-feira, 21, policiais militares do 2º Pelotão/ Ribeira do Pombal-BA foram informados de um corpo encontrado com marcas de queimadura, às margens de uma estrada vicinal conhecida como “estrada velha da Ribeira”.
Os militares se dirigiram até o local, onde constataram a veracidade da informação. A vítima é um empresário bastante conhecido na cidade, já que vendia e fazia manutenção em joias. João Batista do Santos, o João do Relógio como era conhecido, tinha 46 anos, e foi encontrado sem os sinais vitais, com marcas de queimaduras, sem as devidas vestes. Pertences pessoais como: pulseira e corrente de ouro, não foram levados pelos criminosos.
João do Relógio
No local, também foi encontrado um calçado feminino, que ainda não se sabe se tem alguma ligação com o crime. Já o veículo que era conduzido pela vítima, um Volkswagen Gol de dados ignorados, foi abandonado carbonizado às margens da BR 110, numa localidade conhecida como 1001, em Ribeira do Amparo-BA.
Além de policiais militares, policiais civis também foram até o local, dando início às investigações. O Departamento de Polícia Técnica (DPT-Euclides da Cunha) foi informado, para a devida realização da perícia, bem como a remoção do corpo para ser autopsiado.
Segundo relatos, tinha uma perfuração na região occiptal (nuca), provavelmente causada por um disparo de arma de fogo.
Após quatro meses sem registrar homicídios na cidade, Este é o 12º crime desta natureza apenas em 2018.
De acordo com informações preliminares, investigadores da Polícia Civil estão trabalhando com três linhas de investigação: homicídio, latrocínio, e crime passional.
Nenhuma das linhas foram descartadas, porém o crime passional se deve a relatos de que João do Relógio, estava mantendo um relacionamento amoroso com uma mulher (nome não informado) que se relacionava é comprometida com um rapaz considerado de “má reputação”.
Fonte: Pombal Alerta

0 comentários:

Postar um comentário