quarta-feira, 15 de agosto de 2018

Lázaro é o candidato ao Senado mais rico da Bahia e o sítio de Wagner aparece “escondido” em declaração; confira!

Lázaro é o candidato ao Senado mais rico da Bahia e o sítio de Wagner aparece “escondido” em declaração; confira!

Em levantamento no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o Informe Baiano não conseguiu identificar, entre os bens declarados do candidato ao Senado Federal, Jaques Wagner (PT), o famoso “Sítio Felicidade”, na cidade de Andaraí, região da Chapada Diamantina. Porém, a assessoria do “Galego” foi rápida em nota enviada ao IB e esclareceu a situação:
A participação de Jaques Wagner no sítio localizado em Andaraí, na Chapada Diamantina, do qual é sócio, está devidamente declarada à Receita Federal e a Justiça Eleitoral como ‘outros bens imóveis’.Ou seja, o ex-governador e ex-ministro é proprietário apenas de parte do imóvel. Portanto, possui cotas.
A fazenda, que é do tamanho de 14 Maracanãs, virou notícia nacional em 2016, após Wagner realizar sua aquisição, junto com sua esposa, por R$538 mil. Na declaração de bens do petista enviada ao TSE consta o valor total de R$3.355.966,73, divididos em um apartamento de R$1.601.769,43, que fica no Corredor da Vitória, aplicação de renda fixa no valor de R$748.037,13, além de veículos, cardeneta de poupança e outros bens. Em 2010, quando foi candidato a reeleição ao governo da Bahia, ele declarou um patrimônio de R$818.952,92. Já em 2006, em sua primeira eleição para o governo, consta o valor de R$690.034,03.
No topo da lista como o candidato ao Senado mais rico da Bahia, de acordo com as declarações enviadas ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral), está o cantor gospel e deputado federal Irmão Lázaro com um patrimônio de R$6.383.713,17. O artista de 51 anos acumula “benfeitorias”, terrenos, casas, lojas, aplicações financeiras e valores em conta poupança. Vale salientar que Irmão Lázaro já era milionário antes mesmo de entrar na política. Em 2014, quando foi candidato a deputado federal, ele declarou um patrimônio de R$4.778.545,61.
Completam a lista o deputado estadual Angelo Coronel com R$5.666.661,14; o deputado federal Jutahy Magalhães Júnior que tem R$5.523.894,63; Wagner com R$3.355.966,73; o policial civil Marcos Maurício com um carro avaliado em R$35.000,00; Jorge Vianna, do MDB, com apenas R$950,78; e Fábio Nogueira, do PSOL, que não tem bens declarados.

0 comentários:

Postar um comentário